Profissionais de tecnologia portugueses recebem até 95 mil euros por ano

Cargos de gestão seguem na frente da corrida no que diz respeito a salários anuais brutos, segundo recolha efetuada pela LANDING.JOBS

Profissionais de tecnologia portugueses recebem até 95 mil euros por ano

Os cargos em tecnologia podem granjear salários brutos que vão até aos 95 mil euros por ano, em Portugal. A conclusão é da LANDING.JOBS, após análise de mais de mil ofertas de emprego publicadas na plataforma, durante o ano de 2018.

Cargos ligados a gestão - como CTO e Head of Engineering - podem contemplar salários que vão até aos 95 mil euros ou 90 mil euros anuais, respetivamente. Fora do campo da gestão, os mais bem remunerados são cargos como iOS Developer, com salários que atingem os 62 mil euros anuais, e Android Developer e DevOps Engineer (até 60 mil euros anuais).

De realçar que as funções mais comuns no mercado português são Full-stack Developer (29,7%), Back-end Developer (13,8%) e Product/Project Manager (8,8%), segundo dados recolhidos pela LANDING.JOBS ao longo de 2018, resultantes do inquérito a mais de mil profissionais de tecnologia em Portugal. Segundo a tabela agora divulgada, estas funções em específico podem render até 45 mil euros, 55 mil euros e 50 mil euros por ano, respetivamente.

Segundo a LANDING.JOBS, estes valores correspondentes a salários anuais brutos tendem a aumentar 20% em empresas de produto e a diminuir 10% em empresas de consultoria. Os anos de experiência assumem um lugar de relevância, sendo que os trabalhadores com mais de cinco anos de experiência tendem a auferir salários mais elevados.

“Em relação a dados recolhidos no ano anterior, verifica-se um aumento de cerca de 10% no salário médio. O maior crescimento registou-se nas posições ligadas à gestão e destaca-se ainda o aumento dos salários em posições de back-end, mobile e data science”, explica Maria Tolentino, responsável da LANDING.JOBS pelo mercado português.

Das mais de mil ofertas de emprego analisadas pela LANDING.JOBS, cerca de 850 eram na capital portuguesa. “Este dado mostra que Lisboa continua a ser o maior hub tecnológico do país e o local de referência para desenvolvimento em Portugal”, sublinha Maria Tolentino. De facto, os intervalos salariais para ofertas de emprego no Porto podem ser 5% a 10% inferiores.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 18 Março 2019

IT INSIGHT Nº 18 Março 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.