Gartner identifica os fatores que influenciam o crescimento dos gastos em segurança

A Gartner estima que, em 2023, os gastos mundiais em segurança e gestão de risco tenha um crescimento de 11,3%, chegando aos 188,3 mil milhões de dólares

Gartner identifica os fatores que influenciam o crescimento dos gastos em segurança

Os gastos em produtos e serviços de segurança da informação e gestão de risco deverão subir 11,3% para atingir os 188,3 mil milhões de dólares em 2023, estima a Gartner. A segunda da cloud é a categoria que se prevê que registe o maior crescimento nos próximos dois anos.

À medida que as organizações aumentam o foco em ESG, risco de terceiros, risco de segurança cibernética e risco de privacidade, a Gartner prevê que o mercado de gestão de risco integrado (IRM, em inglês) mostrará um crescimento de dois dígitos até 2024, até que uma maior concorrência resulte em soluções mais baratas.

Os serviços de segurança, incluindo consultoria, suporte de hardware, implementação e serviços terceirizados, são a maior categoria de gastos, com quase 72 mil milhões em 2022, e devem chegar aos 76,5 mil milhões de dólares em 2023.

Para a Gartner os três principais fatores que vão levar ao crescimento dos investimentos na área são o trabalho remoto, o crescimento do Zero-Trust Network Access (ZTNA) e a mudança para modelos de entrega baseados na cloud.

A procura por tecnologias que permitem um ambiente de trabalho remoto e híbrido seguro aumentará para lá de 2022. À medida que as organizações procuram criar ambientes de trabalho remoto seguros, as empresas exploram soluções que oferecem rápido retorno do investimento. Como resultado, tecnologias como firewalls de aplicações da web (WAF), gestão de acessos, plataforma de proteção de endpoint e secure web gateway vão testemunhar uma procura a curto prazo pelo menos até 2022.

A ZTNA é o segmento que mais cresce em segurança de rede, com previsão de crescimento de 36% em 2022 e 31% em 2023, impulsionado pelo aumento da procura por proteção de confiança zero para colaboradores remotos e organizações que reduzem a dependência de VPN para acesso seguro. À medida que as organizações se familiarizam com o ZTNA, há uma tendência crescente de o usar não apenas para casos de uso de trabalho remoto, mas também para colaboradores dentro escritório. A Gartner prevê que, até 2025, pelo menos 70% das novas implementações de acesso remoto serão atendidas predominantemente por ZTNA, em oposição aos serviços VPN, contra menos de 10% no final de 2021.

Devido aos ambientes multicloud, as organizações enfrentam maiores riscos de segurança, bem como a complexidade de operar e gerir várias tecnologias. Isso levará a um impulso em direção à segurança na nuvem e a participação de mercado das soluções nativas na cloud vai crescer, de acordo com o Gartner. O mercado combinado de cloud access security brokers (CASB) e plataforma de proteção de carga de trabalho na cloud deverá crescer 26,8% para atingir os 6,7 mil milhões em 2023. A procura por soluções de deteção e resposta baseadas em cloud — como deteção e resposta de endpoint (EDR) e deteção e resposta gerida (MDR) — também aumentará nos próximos anos.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 49 Maio 2024

IT INSIGHT Nº 49 Maio 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.