Supply Chain volátil a ciberataques

No relatório ‘Emerging Risk Report’, a Gartner revela que tanto os ciberataques como as ciberameaças podem provocar paralisações ao nível da supply chain

Supply Chain volátil a ciberataques

Num ano fortemente marcado por ciberataques a nível global, a investigação sobre cibersegurança espelhada no relatório 'Annual Threat Monitor', do NCC Group, revela que os ataques por ransomware quase duplicaram em 2021 – um crescimento de quase 92,7%.

Estes ataques têm impactado significativamente os negócios e operações das empresas, de acordo com um relatório da Gartner – o ‘Emerging Risk Report’. Para além dos ataques de ransomware, a verdade é que existem outras ciberameaças capazes de provocar paralisações ao nível da supply chain.

No novo relatório da Gartner – ‘Combating Enterprise and Ecosystem Cybersecurity Threats’ – uma das principais conclusões é a implementação de sistemas e proteção de produtos.

De acordo com este relatório, a proteção do IT é mais frequente (76%), seguida da OT (65%). Quando comparado com dados de 2018, os valores apresentados eram inferiores, o que demonstra uma evolução nos últimos anos.

Um outro inquérito apresentado pela Gartner revela que quase um terço de todas as empresas inquiridas nos últimos dois anos sofreu um ataque cibernético que implicou com as operações específicas ao nível da supply chain.

Segundo o ‘Combating Enterprise and Ecosystem Cybersecurity Threats’, 63% dos inquiridos pretende um aumento de 5% entre 2021 e 2022 nos gastos com a cibersegurança ao nível da supply chain. No caso das empresas que sofreram ciberataques nesta área, a principal falha apontada estava nos fornecedores de soluções de logística.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 39 Setembro 2022

IT INSIGHT Nº 39 Setembro 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.