Gastos mundiais com IT vão continuar a crescer, mas a um ritmo mais lento

IDC prevê um crescimento nos gastos mundiais de IT, mas baixa a previsão em 0,1% em relação à sua anterior visão

Gastos mundiais com IT vão continuar a crescer, mas a um ritmo mais lento

Pelo quinto mês consecutivo, a IDC diminuiu a previsão de gastos mundiais de IT numa altura em que os investimentos em tecnologia estão a ser impactados pelo enfraquecer da economia. Na nova previsão, a IDC espera um crescimento do mercado de 4,4%, para 3,25 biliões de dólares, um crescimento ligeiramente abaixo do esperado no último mês (4,5%) e 1,6% abaixo da previsão de outubro de 2022 (quando a IDC esperava um crescimento de 6%).

Desde o quarto trimestre do ano passado que vemos sinais claros e mensuráveis de uma retração moderada em algumas áreas de gastos com TI”, referiu Stephen Minton, vice-president do Data & Analytics research Group da IDC. “Os gastos com tecnologia permanecem resilientes em comparação com crises económicas históricas e outros tipos de gastos empresariais, mas o aumento das taxas de juros está a impactar os gastos de capital”.

Após as reduções nas previsões do mercado de PC há um mês, a IDC reduziu agora as suas expectativas para algumas categorias adicionais de hardware, incluindo servidores, wearables e periféricos. As previsões foram reduzidas para investimentos em infraestrutura local por clientes corporativos, enquanto as implementações de cloud e fornecedores de serviços permanecem mais resilientes de uma forma geral.

Os gastos com fornecedores de serviços ainda estão a enfraquecer em relação aos picos do ano passado, à medida que o setor se ajusta ao crescimento pós-COVID mais lento, mas os investimentos planeados por fornecedores de cloud e hiperescala mantiveram-se desde o mês passado. A forte procura por serviços de cloud continua a impulsionar o crescimento, apesar das pressões inflacionárias, mas os gastos fora da cloud devem diminuir.

O impacto mais significativo continua concentrado nos mercados de consumo, com os gastos de TI do consumidor agora previstos para cair 2% este ano”, explicou Minton. “Este será o segundo ano consecutivo de queda nos gastos com tecnologia do consumidor, uma grande mudança em relação ao crescimento do consumo de 18% em 2021. Por outro lado, a procura corporativa por cloud e a transformação digital permanecem fortes, apesar dos ventos económicos contrários”.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 50 Julho 2024

IT INSIGHT Nº 50 Julho 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.