Colaboradores em trabalho remoto exigem melhor tecnologia

Apesar de muitos dos colaboradores pretenderem continuar em regime de trabalho remoto, admitem que precisam de melhores condições para continuar a trabalhar de forma produtiva e eficiente

Colaboradores em trabalho remoto exigem melhor tecnologia

Um novo estudo da Epson mostra que 51% dos colaboradores sentem que o seu espaço de trabalho remoto não satisfaz inteiramente as suas necessidades.

Os colaboradores em regime de trabalho remoto experimentaram muitas distrações e apontam as entregas ao domicílio como o maior problema, com 64% dos inquiridos com chamadas ou tarefas importantes interrompidas pelo toque da campainha. Os inquiridos também recorrem a comportamentos invulgares, como desligar a câmara e o microfone durante uma reunião para fazer outras coisas (34%).

Stress, distrações e comportamentos incomuns podem ser a razão pela qual 45% dos colaboradores acredita que a sua motivação diminuirá se continuarem a fazer o seu trabalho a partir de casa.

De acordo com Deborah Hawkins, diretora do grupo keypoint Intelligence's Office, "analisámos a motivação e a produtividade durante o período de teletrabalho. Ambos os fatores não têm sido tão maus para aqueles que tinham o equipamento certo. Mas se o equipamento de escritório adequado não estava disponível, o impacto é claro".

O estudo revela que 38% dos colaboradores dizem precisar de uma cadeira nova ou melhorada, 35% exigem um melhor ecrã e mais de um quarto (26%) afirma precisar de uma nova impressora. Outros 37% dizem que precisam de mais tinta ou toner, ou reclamam da sua qualidade.

Independentemente do que acontece com o alívio das restrições em algumas áreas, o teletrabalho será muito mais comum do que antes. Estima-se que entre 25% e 30% dos colaboradores trabalhem a partir de casa vários dias por semana até ao final de 2021.

Karl Angove, Vice-Presidente de Produtos de Consumo da Epson Europe, afirma que "a telecomução é agora a norma para muitas pessoas na Europa e continuará a ser uma prática após os bloqueios locais e a crise COVID-19. Isto coloca todo o tipo de desafios, distrações e preocupações para os colaboradores. Em suma, trabalhar em casa pode ser stressante. É hora de levar o espaço de trabalho em casa para outro nível ".

Muitas pessoas querem continuar neste regime de trabalho, mas têm de trabalhar de forma inteligente e recorrer às melhores ferramentas para fazerem o seu trabalho. É importante encontrar a tecnologia certa para o fim a que se destina, que seja eficiente em termos energéticos e que minimize os custos a longo prazo.

"Aconselhamos as pessoas a falarem com as suas empresas se precisarem de ajuda, em termos de tecnologia ou de outra forma, para garantir que todos podemos continuar produtivos e felizes em casa", acrescenta Karl Angove.

Tags
Notícias relacionadas

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 32 Julho 2021

IT INSIGHT Nº 32 Julho 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.