Menos de 25% das organizações governamentais vão ter serviços de IA generativa

Previsão da Gartner indica que, em 2027, menos de 25% das organizações governamentais vão ter serviços com IA generativa virados para os cidadãos

Menos de 25% das organizações governamentais vão ter serviços de IA generativa

Menos de 25% das organizações governamentais terão serviços habilitados para IA generativa voltados para os cidadãos até 2027, de acordo com uma previsão da Gartner.

Tal como todas as indústrias, nos últimos 15 meses, os governos têm explorado as oportunidades e os riscos associados ao surgimento da IA generativa. O estudo global anual do Gartner com mais de 2.400 CIO e executivos de tecnologia descobriu que 25% dos governos implementaram ou planeiam implementar IA generativa nos próximos 12 meses. Outros 25% têm planos para implementar a tecnologia nos próximos 24 meses. O foco inicial tem sido o estabelecimento de framework inicial de governance para apoiar a experimentação e a adoção restrita.

Embora os governos beneficiem do uso de tecnologias de IA mais maduras há anos, o risco e a incerteza estão a retardar a adoção da IA generativa em escala, especialmente a falta de controlos tradicionais para mitigar desvios e alucinações”, explicou Dean Lacheca, VP Analyst da Gartner. “Além disso, a falta de empatia na prestação de serviços e o fracasso em atender às expectativas da comunidade vão prejudicar a aceitação pública do uso da IA generativa em serviços voltados para os cidadãos”.

Para endereçar esta questão, a Gartner recomenda que os governos continuem a implementar ativamente soluções de IA generativa que vão melhorar os aspetos internos dos serviços aos cidadãos. “A adoção de IA generativa pelas organizações governamentais deve avançar a um ritmo alinhado com o seu apetite pelo risco, para garantir que os erros iniciais na utilização de IA não prejudiquem a aceitação da tecnologia pela comunidade na prestação de serviços governamentais”, referiu Lacheca. “Isto vai significar que as oportunidades de backoffice vão progredir mais rapidamente do que a utilização da tecnologia para servir diretamente os cidadãos”.

De acordo com a Gartner, as organizações governamentais podem acelerar a adoção de IA generativa concentrando-se em casos de utilização que impactam predominantemente os recursos internos, evitando riscos associados a serviços voltados para os cidadãos e construindo conhecimentos e competências associados à tecnologia. Deverão também criar confiança e mitigar os riscos associados, estabelecendo quadros transparentes de governação e garantia de IA para capacidades de IA desenvolvidas e adquiridas internamente.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 50 Julho 2024

IT INSIGHT Nº 50 Julho 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.