Branded Content

Route to Cloud

Na jornada para a cloud é necessário que o integrador de IT esteja sempre com o cliente, não só nos processos de estratégia e migração, como também na otimização

Route to Cloud

A tendência de migração de serviços para o modelo multi-cloud tem crescido de forma acentuada, muito graças à facilidade com que podemos retirar o melhor partido de cada tipo de cloud e de cada cloud provider. No entanto, muitas vezes esta migração permanece presa a uma simples estratégia de movimentação de recursos de computação para fora do on-prem.

É uma mudança de paradigma difícil para muitas organizações que durante décadas se basearam em práticas convencionais que compravam ao invés de consumir IT. É por isso que muitas delas não têm em conta as diferentes abordagens e modelos financeiros específicos em cenários multi-cloud.

O conceito de multi-cloud forçou também os integradores de IT, que durante anos posicionaram as suas soluções baseadas em especialistas divididos por tipos de oferta, a mudarem o paradigma e estratégia de venda, pois num só conceito passaram a presentes as várias unidades de negócio - sistemas, redes, segurança e colaboração.

Hoje é necessário criar estratégias assentes em novas funções de colaboradores, novo software e novos processos que acompanhem o cliente de forma permanente numa lógica não só de upselling, mas de consultoria de otimização financeira dos consumos. Já o cliente deverá trabalhar com um parceiro a awareness e aprender como desenvolver a sua estratégia e controlar os respetivos custos. Trata-se de adotar um conceito inexistente no modelo de infraestrutura tradicional - “Gestão Financeira da Cloud” ou FinOps.

Este é o primeiro pilar de uma estratégia madura de adoção multi-cloud, que se divide:

1. Visibilidade

  • Utilização de dashboards e relatórios de tendências para análise de KPIs com base em áreas de negócio;
  • Definição de orçamentos;
  • Implementação de chargeback e showback nas várias equipas para padronizar a operação na cloud;
  • Comparação com consumos em empresas concorrentes.

2. Otimização

  • Beneficiar do pagamento upfront dos consumos em detrimento de pagamentos de consumos on-demand à posteriori;
  • Abdicar de infraestruturas zombies: componentes que estão a correr no ambiente de cloud, mas que não estão a acrescentar valor - VMs, bases de dados relacionais, volumes de dados criados para um propósito específico e esporádico não desativados, etc;
  • Correto dimensionamento do ambiente multi- -cloud através da análise da utilização e métricas de desempenho da infraestrutura, percebendo se estão a ser executados de forma eficiente, determinar ações de melhoria e modificar a infraestrutura à medida do necessário - computação, armazenamento, containers, etc;
  • Utilização de serviços de computação low-cost e de utilização rápida. Existem vários serviços na cloud com este propósito que podem reduzir os custos de consumo até 90%.

3. Governance e automação

  • Criação de regras de monitorização de orçamentos para as áreas;
  • Definição de uma percentagem aceitável de consumo adicional por dia ou semana para cada unidade de negócio;
  • Definir o percentual da infraestrutura que pode ser consumida on-demand, tipicamente o modelo mais caro, versus o que deve ser consumido com base no pagamento upfront;
  • Definir as baselines para identificar infraestruturas zombies;
  • Identificar os ambientes 24x7 e os que podem ser desligados temporariamente, permitindo assim poupança nos consumos.

4. Integração no negócio

  • Iniciativas de feedback às equipas que ajudem a manter o cost-awareness;
  • Desenvolvimento de relatórios e dashboards para colaboração entre equipas;
  • Alinhamento de KPIs financeiros com os de negócio, estabelecendo objetivos comuns.

A framework Route2Cloud_, resulta de know-how especializado aliado a anos de experiência, e tem perfeitamente identificadas todas as fases e necessidades, estando assim preparada para responder aos desafios e ajudar os clientes na sua jornada para a cloud.

 

Conteúdo co-produzido pela MediaNext e pela Warpcom

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 41 Janeiro 2023

IT INSIGHT Nº 41 Janeiro 2023

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.