Retalhistas devem apostar numa estratégia digital, alerta a SAP

Índice de Retalho da SAP e Oxford Economics revela que Estratégias Atuais não Sustentarão o Crescimento Futuro A SAP, em conjunto com a Oxford Economics, conduziu o seu primeiro índice de retalho, um relatório com o objetivo de avaliar o desempenho dos retalhistas de topo a nível mundial

Retalhistas devem apostar numa estratégia digital, alerta a SAP

Através de um inquérito realizado a 120 executivos deste setor, combinado com uma análise de dados do mercado, a SAP lança um novo olhar relativamente aos atuais desafios e objetivos estratégicos dos retalhistas.

Segundo o índice, está a ocorrer uma visível pressão para que os retalhistas adaptem estratégias de negócio, tanto a nível interno como de interação com os clientes, ao ritmo da crescente evolução das exigências destes.

Visto que muitos executivos deste setor não se encontram a evoluir com a rapidez desejada, este relatório identifica imperativos-chave para os ajudar no crescimento do seu volume de vendas, tais como, a aposta numa estratégia digital integrada, uma vez que nem as vendas online ou só em loja serão capazes de fortalecer o crescimento; a melhoria da experiência em loja e a criação de uma visão abrangente e completa de cada cliente, visto que apenas 37 por cento dos inquiridos utiliza dados internos e externos para obter uma visão completa dos seus clientes.

“Para um crescimento sustentado e clara satisfação dos compradores, os retalhistas devem melhorar a experiência em loja, expandir as interações de mobile e online e desenvolver estratégias operacionais necessárias à integração destes elementos numa experiência única e irrepreensível para os clientes”, refere Matt Laukaitis, vice-presidente e diretor geral, SAP América do Norte. ”Os retalhistas que falharem na criação desta experiência perfeita terão sérios problemas com a lealdade dos clientes.”

O índice de retalho, assim como os resultados do inquérito, “Reigniting Growth: Three Imperatives for Retail’s Future”, identifica o declínio das tradicionais estratégias de crescimento, tal como a expansão de lojas.

A conclusão indica que os retalhistas devem procurar novas estratégias de crescimento, por exemplo, experiências de consumo melhoradas, tanto digitalmente como em loja.

Os retalhistas estão a investir na experiência em loja, tendo contratado mais colaboradores para as áreas de vendas entre 2004 e 2014. Efetivamente, 97 por cento dos retalhistas inquiridos indicaram a experiência em loja como uma área-chave em 2016 e nos próximos dois anos.

“Os retalhistas estão num ponto de inflexão”, sublinha Edward Cone, diretor-adjunto da Oxford Economics. “Os métodos estabelecidos como motores de crescimento devem abrir caminho a novas abordagens. Há excelentes oportunidades para as empresas que conseguem interagir com os seus clientes, estejam eles onde estiverem”.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 41 Janeiro 2023

IT INSIGHT Nº 41 Janeiro 2023

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.