Os elementos que vão prevalecer no mundo do trabalho do futuro

Nos últimos meses, a forma de trabalhar mudou substancialmente. A NFON aponta algumas ideias que podem tornar-se padrão no novo mundo do trabalho

Os elementos que vão prevalecer no mundo do trabalho do futuro

A crise causada pela pandemia COVID-19 fez com que o mundo do trabalho sofresse muitas alterações. A NFON acredita que esta pode ser uma oportunidade para fazer um reboot na forma como se vê o trabalho e das ferramentas utilizadas.

Posto isto, a NFON aponta algumas ideias que podem tornar-se padrão no novo mundo do trabalho:

  • Empresas remotas: trabalhar a partir de casa pode muito bem ser o novo normal. Um relatório da empresa de investigação Valoir concluiu que mais de 40% dos trabalhadores prefeririam trabalhar remotamente a tempo inteiro no futuro. O mesmo relatório também descreveu que a mudança para o trabalho remoto apenas levou a uma redução de 1% da produtividade do trabalho;
  • Recrutamento virtual: Muitas empresas têm criticado a forma como se contrata, mas à medida que as estratégias de crescimento avançam, novas abordagens de recrutamento terão de ser exploradas, especialmente para as empresas que continuam a adotar um modelo de trabalho remoto. Não se limitando a candidatos na área local, as organizações terão acesso a um conjunto de talentos muito maior. A chave é encontrar a melhor maneira de incorporar e envolver os trabalhadores de forma virtual;
  • Redução do pessoal no escritório: As estimativas indicam que as empresas já arrendavam 20% mais espaço do que o necessário, para permitir o crescimento da força de trabalho. Com um número crescente de funcionários a trabalhar a partir de casa, há uma oportunidade de reduzir os gastos em alugueres de escritórios. Um estudo recente da Gartner revelou que 74% dos CFOs já estão a planear reduzir o número de pessoas que estão no escritório todos os dias, 13% já tinham feito reduções na despesa com a habitação, e outros 9% planeavam tomar medidas nesta área nos próximos meses.
  • Horários escalonados: Para as empresas que optam por manter um gabinete físico (e muitos irão fazê-lo, mesmo que sejam pequenos), espera-se que uma série de medidas de segurança mantenham os trabalhadores afastados. Uma tática fundamental para isso será os tempos de entrada de escritório escalonados.

Não há dúvida de que durante o período de confinamento as videochamadas baseadas na cloud permitiram aos colaboradores manter facilmente a comunicação com colegas, clientes e parceiros de negócios onde quer que estejam, Os sistemas de videochamadas baseadas na cloud, como o NFON Cloudya, são completamente independentes do dispositivo. Os colaboradores só precisam de um softphone no seu PC ou portátil, ou uma aplicação para o seu smartphone e tablet.
O mercado dos sistemas de videochamadas baseadas na cloud está a crescer de forma constante. De 2017 a 2022, as extensões da cloud aumentarão de 13 milhões para 26 milhões na Europa. 

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 26 Julho 2020

IT INSIGHT Nº 26 Julho 2020

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.