UE e EUA chegam a acordo estratégico no Trade and Technology Council

As duas potências comerciais avançaram as discussões do fórum em território americano, com uma segunda reunião marcada para a próxima primavera na Bélgica

UE e EUA chegam a acordo estratégico no Trade and Technology Council

A União Europeia e os EUA chegaram a um acordo sobre o fornecimento de chips, para definir padrões e regras para as grandes tecnológicas e o comércio com a China para o século XXI. Os reguladores do comércio e digital dos dois lados da barricada juntaram-se no centro de desenvolvimento de tecnologia robótica e IA em Pittsburgh, para aprofundar as discussões no âmbito do fórum Trade and Technology Council

As potências concordaram em aprofundar a cooperação transatlântica para fortalecer as cadeias de fornecimento de chips, atentar nas práticas comerciais da China e delinear uma abordagem unificada para regular as empresas tecnológicas globais. Adicionalmente, as duas partes comprometeram-se a cooperar no rastreio de investimento em “export controls” para tecnologias sensíveis de dupla utilização e no desenvolvimento de IA.

"Pretendemos colaborar para promover o crescimento económico partilhado que beneficie ambos os lados do Atlântico, crescer a relação transatlântica de comércio e investimento, combater a crise climática, proteger o ambiente, promover os direitos dos trabalhadores, combater o trabalho infantil e forçado, expandir cadeias de valor resilientes e sustentáveis e expandir a cooperação em tecnologias críticas e emergentes”, disse o fórum, que criou dez grupos de trabalho para aprofundar a colaboração. 

Reuniram-se os Vice-Presidentes executivos da Comissão Europeia Valdis Dombrovski e Margrethe Vestager  e o Secretário de Estado norte-americano Antony Blinken e Secretária do Comércio Gina Raimondo. Apesar das tensões com a China, Dombrovski garante que “o TTC não tem a ver com nenhum terceiro país específico, trata-se de cooperação e coordenação em várias áreas políticas entre os Estados Unidos e a UE" e que se juntaram para “continuar a proteger as nossas empresas, consumidores e trabalhadores de práticas comerciais injustas, em particular as que são colocadas por economias não comerciais, que estão a minar o sistema comercial mundial".

Contudo, o fórum criou resistências de grupos comerciais norte-americanos preocupados com uma adoção de uma abordagem mais europeia à regulação tecnológica por parte dos EUA. 

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 33 Outubro 2021

IT INSIGHT Nº 33 Outubro 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.