Trabalho remoto e presencial definem valorização de tecnologias do futuro

Perceção da relevância das tecnologias muda entre empresários, trabalhadores remotos e trabalhadores de escritório, mas há consenso no que concerne tarefas rotineiras

Trabalho remoto e presencial definem valorização de tecnologias do futuro

As empresas dão cada vez mais avanços na transformação digital e como tal, tecnologias digitais como a Internet of Things (IoT), a realidade aumentada e a Inteligência Artificial (IA) têm um peso crescente nessa jornada. Contudo, enquanto as megatendências são altamente valorizadas pelos trabalhadores remotos digitais, os trabalhadores nos escritórios dão prioridade a tecnologias diferentes, que concernem a cibersegurança, comunicação digital e softwares de colaboração. 

Uma nova pesquisa conduzida pelo YouGov em nome do Handelsblatt Research Institute e da TeamViewer, revela que a relevância das tecnologias é percecionada de forma díspar entre empregadores e trabalhadores e entre trabalhadores em ambiente remoto e no escritório. Além disso, “muitas empresas ainda não têm uma ideia precisa de como formas de trabalho além das tradicionais podem ser incluídas na transformação digital. Contudo, cerca de 80% dos colaboradores em todo o mundo fazem parte dessa chamada fora do trabalho remoto", acrescenta Georg Beyschlag, vice-presidente executivo de estratégia e desenvolvimento corporativo da TeamViewer. 

Os dados indicam que os trabalhadores de escritório valorizam mais as tecnologias do futuro digital, com a cibersegurança em destaque – 79% - e softwares de comunicação digital e colaboração – 71%. Também os líderes empresariais calculam priorizar as mesmas megatendências, com 73% a mencionar a cibersegurança e 58% a utilização da cloud para os trabalhos em escritório, enquanto do outro lado da barricada, essas tecnologias são consideradas menos relevantes. 

"Para a maioria das empresas, esse vai ser um dos grandes desafios da era digital: integrar trabalhadores sem local de trabalho fixo em processos digitais para que também eles beneficiem das vantagens da digitalização”, explica Beyschlag. Apesar das disparidades nas preferências para o futuro do trabalho digital, os dados indicam que todos os trabalhadores têm em comum a falta de uma ideia precisa da importância de tecnologias avançadas como realidade aumentada e IA. 

A investigação destaca ainda que apenas 13% dos trabalhadores temem que novas tecnologias assumam o seu trabalho no futuro, mas que 26% espera deixar de estar encarregue de realizar tarefas rotineiras e atividades de maior perigo e, nesse sentido, 65% dos empresários estão otimistas. Beyschlag conclui que as empresas devem seguir um “caminho claro” com soluções digitais definidas para as necessidades do negócio e dessa forma “empresas de todos os tamanhos podem avançar na digitalização em toda a sua cadeia".

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 49 Maio 2024

IT INSIGHT Nº 49 Maio 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.