54% das empresas usam ferramentas de analítica para impulsionar vendas

63% das empresas estão a redefinir a sua estratégia de vendas apostando em canais digitais, adaptando a oferta a novas procuras e ainda através da redução dos custos

54% das empresas usam ferramentas de analítica para impulsionar vendas

A atual crise de saúde está a ter um forte impacto em todas as empresas, incluindo as empresas com maior volume de vendas. No entanto, de acordo com um inquérito global realizado pela Atento, 50% das empresas tecnológicas acreditam que vão recuperar os níveis de vendas pré-pandemia este ano.

62%  das empresas admitem ter registado uma queda nas suas vendas, e 23% dos inquiridos reportam isso drasticamente. O declínio das vendas deve-se principalmente a uma desaceleração do consumo. Entre as principais causas, 50% acreditam que optaram por não consumir o seu produto, 35% acreditam que o preço médio foi reduzido e 14% que o seu serviço já não é uma necessidade para os consumidores.

"Em tempos de incerteza e crise, é preciso adaptar-se rapidamente. Para reativar o consumo e tentar recuperar os níveis de vendas pré-covid, é essencial transformar os modelos e adaptar a força de vendas às circunstâncias atuais", afirma Pablo Sánchez, Diretor de Marketing Global da Atento.

Neste contexto, 63% das empresas estão a redefinir a sua estratégia de vendas. Para isso, 28% estão empenhados em impulsionar os canais digitais, 19% defendem a adaptação da oferta à nova procura e 16% estão empenhados em reduzir custos.

O confinamento domiciliário, como resultado da pandemia, mostrou que um modelo de vendas baseado apenas nas vendas físicas torna-se uma ameaça real. Segundo a Atento, 58% dos inquiridos revelam o seu compromisso determinado em combinar modelos presenciais com vendas remotas. Quanto aos canais mais bem considerados para venda, 33% preferem cuidados presenciais, contra 17% que priorizam a web, 16% o telefone e 14% nas redes sociais.

A tecnologia tem sido democratizada nos últimos anos e a grande variedade de serviços permite satisfazer as necessidades de qualquer organização, independentemente da sua dimensão ou setor. De acordo com este estudo, mais de metade das empresas já estão a desenvolver ferramentas de Analytics para impulsionar as vendas. 14% usam-na para adotar estratégias multicanais e 12% para fazer ofertas personalizadas. Em menor grau, esta tecnologia também está a ser usada para uma boa segmentação (10%) e realizar ações de retenção pró-ativas (9%).

Outra tendência cada vez mais clara é a procura de aliados e parceiros para otimizar canais e volume de vendas. Nesse sentido, 37% dos inquiridos recorrem a parceiros para projetos de operações, 20% para marketing digital e outros 20% para definir o seu modelo de negócio.

Em tempos de crise, surgem sempre novas oportunidades, apesar dos dados negativos sobre o declínio das vendas em praticamente todas as indústrias, a verdade é que novos sectores, principalmente digitais, estão a ser fortemente erguidos. Há poucas semanas, a Atento registou um aumento de 190% nos clientes Da Born Digital e de 245% nos clientes tecnológicos face ao ano anterior, um claro exemplo do que 2021 dará em termos de tendências.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 32 Julho 2021

IT INSIGHT Nº 32 Julho 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.