Branded Content

O valor do 5G e da IoT como forma de impulsionar novos modelos de negócio

O ano de 2020 será uma data chave para a implementação da quinta geração de redes móveis - 5G - cujas capacidades prometem alterar a forma como entendemos e vivemos a internet

O valor do 5G e da IoT como forma de impulsionar novos modelos de negócio

Esta tecnologia móvel oferece melhorias significativas em relação ao 4G, especialmente em termos de velocidade e capacidade de largura de banda, que poderão ser, muitas vezes, superiores às instalações atuais em diversos cenários. Também permitirá uma maior fiabilidade e menor latência, o que irá resultar num salto qualitativo considerável em termos de comunicações M2M, ou seja, de máquina para máquina. Falamos da capacidade de recolher dados massivos, em tempo real, através de conexões móveis, algo bastante distante da realidade atual. Além disso, é evidente que este tipo de redes será consideravelmente mais rápido e simples do que as redes por cabo.

Tudo isto facilitará a implementação da Internet of Things (IoT) nas empresas, especialmente nas que têm estruturas muito distribuídas, em setores fundamentais, como a Indústria. Ao aumentarmos o número de dispositivos que se poderão gerir em tempo real e de forma remota, assim como o tempo de resposta da rede, iremos revolucionar as múltiplas aplicações industriais; desde o controlo e gestão de ativos até à manutenção preditiva e analítica, passando pelas aplicações de Realidade Aumentada e Realidade Virtual, que permitirão otimizar processos e melhorar a satisfação do cliente, como veremos mais à frente.

Imaginemos para as aplicações de IoT Manufacturing o que será poder contar com uma rede com caraterísticas de uma rede LAN local, não só em termos de fiabilidade, disponibilidade e segurança, como a nível global, especialmente com o atual foco no
Data-Centric ou Data Driven Decisions. Para a indústria, a recolha massiva de dados e a sua leitura já se tornou na principal fonte de conhecimento e de tomada de decisões. Decisões cada vez mais estratégicas, que acrescentam valor às empresas e lhes permitem agir com base em evidências e proceder à manutenção preditiva dos seus ativos. A IoT e o 5G permitirão uma recolha ainda mais massiva de dados, a nível global, com as mesmas capacidades que,
neste momento, apenas uma rede local pode oferecer.

Pensemos, por exemplo, como pode o 5G afetar os fabricantes de máquinas - os OEMs - que distribuem as suas máquinas a nível global. Para as gerir de forma remota, muitos estão a optar por conectar os seus equipamentos à Internet com tecnologia móvel, através de cartões SIM. No futuro, com o 5G, é previsível que os mesmos OEMs possam gerir alertas para realizar otimizações em tempo real, em qualquer momento e em qualquer parte do mundo, permitindo, inclusive, efetuar manutenção preditiva de forma remota, com as mesmas prestações técnicas e segurança que uma rede local. Esta possibilidade, impensável até aos dias de hoje, será uma realidade com o 5G, com todo o valor que pode acrescer para o seu modelo de negócio e satisfação dos seus clientes.
 

Os desafios para o 5G e IoT

Ainda existem alguns desafios para que o 5G se implemente de forma rápida e efetiva. Destaco o consumo elétrico e o preço que, até ao momento, são muito elevados devido ao sistema de cablagem. No entanto, já houve uma evolução muito clara em relação a tecnologias que conseguem oferecer excelentes prestações a preços mais competitivos, como as baterias de Li-Ion ou os painéis solares, entre muitos outros exemplos, e tudo aponta para que o 5G siga a mesma linha. Sobretudo, não podemos deixar de lado o valor de negócio que o 5G poderá oferecer em aplicações críticas, como as mencionadas anteriormente. Podemos prever que empresas e setores a operar em ambientes muito distribuídos, como a Indústria, a saúde, o turismo ou as Smart Cities, serão as primeiras a evidenciar o retorno que o investimento em 5G terá nos seus negócios.
 

Passo a passo

O ponto de partida para a tecnologia 5G está previsto para 2020 e, a partir daí, começará uma fase de implementação que poderá durar entre 5 a 10 anos. Falamos de uma tecnologia com um potencial de valor enorme. Mas para que se consiga uma adoção massiva, será necessário que as empresas arrisquem. Nesse sentido, será muito importante o papel dos early adopters e dos seus primeiros exemplos de utilização que demonstrem na prática os benefícios e o valor do 5G. Independentemente dos desafios que ainda estão por resolver, sem dúvida que o valor do 5G irá compensar. A tecnologia está mesmo a chegar e os pioneiros irão demonstrar que valerá a pena.

 

Por Rui Vasco Monteiro, Diretor da Unidade de Negócio Industry, Schneider Electric Portugal.

 

Branded Content

 

 

 

Tags

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 17 Janeiro 2019

IT INSIGHT Nº 17 Janeiro 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.