Investimento global em data centers mais do que duplicou em 2021

Estudo da DLA Piper indica que a grande procura por data centers é impulsionada pelo crescimento de hyperscalers, que prosperaram na transição para o serviço em cloud

Investimento global em data centers mais do que duplicou em 2021

O investimento total na infraestrutura global de data centers mais do que duplicou no ano passado, passando de 24,4 mil milhões de dólares norte-americanos em 2020 para 59,5 mil milhões em 2021. Segundo um relatório divulgado pela DLA Piper, com o nome “A ascensão meteórica do data center: principais fatores por trás da procura global”, o número total de transações de data centers aumentou 64% no mesmo período, subindo de 69% em 2020 para 117% em 2021. O relatório tem por base o testemunho de cem executivos de topo de empresas de infraestruturas, capitais próprios e financiadores e promotores de data centers a nível global, na sequência de um relatório semelhante realizado em 2020.

Em comunicado enviado à IT Insight, a DLA Piper nota que o crescimento extraordinário deve continuar este ano, apoiado no facto de, até dia 7 de junho, já terem ocorrido 41 transações, no valor de 21,3 mil milhões de dólares norte-americanos. Em causa está um aumento superior a 100% em relação ao mesmo período do ano passado. 45% dos promotores, 56% dos financiadores e 67% dos investidores em capitais próprios planeiam investir em quatro ou mais projetos de data centers nos próximos 24 meses; um aumento em relação aos 10%, 27% e 37%, respetivamente, que investiram em quatro ou mais data centers nos últimos 24 meses.

É de notar que o recorde na procura de data centers é impulsionado pelo crescimento de hyperscalers, como o Facebook, a Google e a Microsoft, que prosperaram na transição para o serviço em cloud, que já tinha crescido com a pandemia, indica a DLA Piper. Embora o investimento em data centers se tenha direcionado sobretudo aos EUA e à Europa, espera-se que a região da Ásia-Pacífico (APAC) seja a maior fonte de crescimento no futuro. Apesar de 70% dos entrevistados considerarem que os ativos de data center dos EUA estavam sobrevalorizados, o país representa quase metade da capacidade global de hyperscale e tem a maior carteira de projetos de data centers. 

Contudo, 79% dos entrevistados escolheram a China como um dos três principais países onde esperavam ver o maior crescimento do investimento nos próximos 24 meses, seguida pela Índia (56%) e pelos EUA (54%). Esta mudança para um investimento na APAC pode ser vista como motivada pela ascensão dos hyperscalers chineses, como a Alibaba, a Tencent e a ByteDance.

Mais, o relatório explica que a segurança energética é cada vez mais vista como um dos fatores mais importantes que influenciam o investimento em data centers. 90% dos investidores em capitais próprios, 89% dos promotores e 85% dos financiadores pagariam mais para investir num local com uma boa rede elétrica, que seja eficaz em termos de custos. Os preços globais de gás e eletricidade dispararam nos últimos 12 meses, com um enorme impacto nos custos operacionais dos data centers. Por região, os executivos de topo na APAC são os mais dispostos a pagar mais pela segurança energética (98%), em comparação com 82% na Europa e 80% nos EUA. A disponibilidade na APAC para pagar mais pela segurança energética pode ser resultado das falhas de energia constantes na China e na Índia no segundo semestre de 2021.

O ESG é outro fator significativo que influencia o investimento em data centers. Quase todos os executivos de topo (94%) dizem que o escrutínio e a due diligence em torno das questões de ESG aumentaram nos últimos 24 meses, de tal forma que 75% dos financiadores e investidores em capitais próprios e 70% dos promotores pagariam mais para investir num local com credenciais de ESG muito boas a excelentes.

No entanto, o grau de compromisso com o ESG varia entre as regiões, com 84% na Europa e 80% nos EUA dispostos a pagar mais por um local com credenciais de ESG muito boas a excelentes, em comparação com apenas 56% na APAC. A crescente importância do ESG na Europa e América do Norte reflete os requisitos regulamentares e as iniciativas do próprio setor, como o Pacto de Neutralidade Climática para Data Centers, lançado em janeiro de 2021. O acordo estabeleceu uma meta para alcançar a neutralidade climática no setor europeu de data centers até 2030. 

Em comentário aos resultados do estudo, Anthony Day, Co-Presidente Global de Tecnologia e Contratação da DLA Piper, afirmou que o relatório “revela um investimento recorde em data centers, impulsionado pelo crescimento irreprimível dos hyperscalers e pela transição para serviços em cloud que foi acelerada pela pandemia. Essa procura não tem fim, com o investimento até ao momento em 2022 a duplicar em relação ao mesmo período de 2021. Os data centers são instalações com uso intensivo de energia e, portanto, o aumento dos preços da energia e a questão da segurança do abastecimento desempenham uma parte cada vez mais importante no processo de decisão sobre onde e como esses centros devem ser desenvolvidos. Um data center com eficiência energética é atrativo para os clientes e mais fácil de comercializar e, se a energia utilizada também for renovável, torna-se uma proposta ainda mais atrativo do ponto de vista do ESG, especialmente para os executivos de topo na Europa e na América do Norte”.

Alanna Hasek, sócia para o Imobiliário na DLA Piper, acrescentou que “existe uma diferença de atitude em relação às questões de ESG entre a Europa e os EUA, com os seus regulamentos ambientais mais rigorosos e iniciativas do próprio setor, e a região da Ásia-Pacífico. No entanto, isso está associado ao aumento do interesse na expansão na China e na Índia, onde a aplicação e a monitorização dos padrões ambientais são menos rigorosas. Será interessante ver se uma mudança geográfica vai dar origem a uma mudança nas atitudes do setor em relação à forma como os data centers serão desenvolvidos no futuro”.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 38 Julho 2022

IT INSIGHT Nº 38 Julho 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.