Google adia o fim das cookies do Chrome para 2023

As propostas do projeto The Privacy Sandbox do Google estão a ser acompanhadas pela Autoridade da Concorrência e do Mercado do Reino Unido

Google adia o fim das cookies do Chrome para 2023
 

O Google adiou a remoção de cookies de rastreamento do Chrome até 2023, tendo em vista aprofundar as discussões com os reguladores, nomeadamente a Autoridade da Concorrência e do Mercado (CMA). O departamento do Reino Unido desempenha um papel fundamental no plano e desenvolvimento das propostas do projeto Privacy Sandbox, para garantir a inexistência de uma conduta anticompetitiva. 

Em declarações, o Google anuncia que, “hoje, estamos a partilhar as últimas novidades da iniciativa Privacy Sandbox, incluindo um cronograma para o plano do Chrome de eliminar as cookies de terceiros”. Espera-se que a mudança seja implementada de forma gradual ao longo de três meses em 2023 e esteja finalizada até ao fim do ano. A decisão adia o projeto quase dois anos, sendo que a previsão inicial apontava para janeiro de 2022. O Google acrescenta que “embora haja um progresso considerável da iniciativa, ficou claro que é necessário mais tempo no ecossistema para fazer isto da forma certa”.

“Para o Chrome, especificamente, o nosso objetivo é ter as principais tecnologias implantadas até o final de 2022 para que a comunidade comece a adotá-las”, explica o Google e completa “sujeito ao nosso compromisso com a CMA do Reino Unido e em linha com os compromissos que temos oferecido, o Chrome poderia então eliminar os cookies de terceiros ao longo de um período de três meses, começando em meados de 2023 e terminando no final 2023”.

Em causa está uma investigação da CMA lançada em janeiro de 2021 para erradicar os cookies e outras funcionalidades do browser, mas o google já teria lançado a proposta em maio de 2019. O CMA recebeu, por exemplo, reclamações do Marketers for na Open Web Limited, um grupo de editores de jornais e empresas de tecnologia que alegavam que o Google estava a cometer abuso de posição dominante. 

A Privacy Sandbox pretende não só eliminar os cookies de terceiros do Chrome, como do Chromium, e substituí-las por um novo conjunto de ferramentas que realmente zelam pela privacidade do utilizador. “Para fazer isso, precisamos avançar em um ritmo responsável”, explica o Google, e “isto dará tempo suficiente para criar uma discussão pública sobre as soluções certas, um envolvimento contínuo com os reguladores, e para os editores e a indústria de publicidade migrarem seus serviços"

Apesar de a medida do Google ser direcionada para o histórico de navegação dos utilizadores individuais, os anunciantes estão descontentes com o potencial impacto das propostas. Uma das sugestões é aglomerar os utilizadores do Chrome em grupos, com base em hábitos de pesquisa semelhantes. Desta forma, os anunciantes passam a ter acesso a grupos de um determinado perfil em vez de informação detalhada de cada utilizador. A tecnologia chama-se Federated Learning of Cohorts (FLoC) e estabelece uma relação de dependência entre os dois lados da barricada. Há, no entanto, organizações que temem as novas medidas, como a Electronic Frontier Foundation que receia que o FLoC permita que os anunciantes filtrem grupos com base em preconceitos.

“Acreditamos que o Privacy Sandbox fornecerá as melhores proteções de privacidade para todos”, assegura o Google, “e devido à importância desta missão, devemos reservar um tempo para avaliar as novas tecnologias, reunir feedback e iterar para garantir que atendam às nossas metas de privacidade e desempenho, e dar a todos tempo para seguir o melhor caminho para a privacidade”, conclui.

Embora os browsers Firefox e o Safari já tenham removido as cookies de terceiros, o Google é o navegador com mais poder no mercado, e por isso a remoção de cookies representa um passo com grandes implicações para os utilizadores e serviços. O Google anunciou no início do ano que já teria feito alguns progressos para concretizar a proposta. 

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 32 Julho 2021

IT INSIGHT Nº 32 Julho 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.