CIO deverão aumentar investimentos em 'composability' do negócio

A nova edição do CIO and Technology Executive Survey da Gartner foca-se na composability do negócio, que potencia o crescimento das organizações, e revela um aumento nos investimentos em cibersegurança, IA e cloud

CIO deverão aumentar investimentos em 'composability' do negócio

Este ano e em 2022, os CIO estão a concentrar os investimentos em IA e tecnologias de cloud distribuída, revela novo estudo da Gartner. A investigação – 2022 CIO and Technology Executive Survey - focou-se na "composability do negócio" – que envolve dimensões como a mentalidade, a tecnologia e uma série de capacidades operacionais que permitem às organizações inovar e adaptar-se rapidamente às necessidades em mutação.

Acerca do estudo, que apresenta dados de mais de dois mil CIO e executivos de tecnologia, Monika Sinha, vice-presidente de investigação da Gartner, disse que a composability do negócio é um "antídoto para a volatilidade" e que "63% dos CIO em organizações com elevada composability reportaram um desempenho empresarial superior em comparação com pares ou concorrentes no ano passado. São também mais capazes de perseguir novos fluxos de valor através da tecnologia", completa.

As conclusões do inquérito, apresentadas durante o Gartner IT Symposium/Xpo Americas, indicam que no topo da lista de investimentos previstos para 2022, a cibersegurança e a segurança da informação foram citadas por 66% dos inquiridos como áreas de potencial investimento no próximo ano. Além disso, mais de metade disse que a inteligência empresarial e a análise de dados são também áreas onde planeiam investir. "Continua a ser necessário investir na cibersegurança à medida que o ambiente se torna mais desafiante. Um elevado nível de composability ajudaria uma empresa a recuperar mais rapidamente e potencialmente até minimizar os efeitos de um incidente de cibersegurança", disse Sinha.

A investigadora explicou ainda que a maioria das empresas de elevada composability criam planeamento estratégico e desenvolvem orçamentos como uma atividade contínua e dinâmica. O inquérito também se focou em como os CIO podem impulsionar uma mentalidade, iniciativas e tecnologia de composability. "A composability do negócio não é uniformemente elevada em toda a economia porque requer que o pensamento das empresas seja reinventado. O pensamento tradicional do negócio encara a mudança como um risco, enquanto um pensamento ‘composable’ é o meio de dominar o risco, de acelerar a mudança e criar um novo valor de negócio", acrescentou Sinha.

Monika Sinha conclui: “as iniciativas empresariais digitais falham quando os líderes encomendam projetos da organização de IT e depois fogem da responsabilidade pelos resultados da implementação, tratando-o apenas como mais um projeto de IT. Em vez disso, as empresas de alta composability abraçam a responsabilidade distribuída pelos resultados digitais, refletindo uma mudança que a maioria dos CIO tem tentado fazer há vários anos, bem como criar equipas multidisciplinares que misturam negócios e unidades de IT para impulsionar os resultados do negócio”.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 34 Novembro 2021

IT INSIGHT Nº 34 Novembro 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.