95% dos serviços públicos portugueses já estão disponíveis online

Os dados constam do eGovernment Benchmark 2022’, lançado pela Capgemini. Estudo disponibiliza, pela primeira vez, informação sobre os serviços online na área da saúde

95% dos serviços públicos portugueses já estão disponíveis online

Numa era cada vez mais exigente ao nível digital, Portugal destaca-se nas posições de liderança relativamente ao eGovernment. De acordo com o ‘eGovernment Benchmark 2022’, lançado pela Capgemini e realizado em conjunto com a Sogeti e os parceiros IDC e Politecnico di Milano, 95% dos serviços públicos estão disponíveis online e 87% aceitam a utilização de identificação eletrónica.

No entanto, de acordo com Félix Lopes, Business Development Manager - Public Sector da Capgemini, “Portugal continua com uma excelente posição no eBenchmark 2022 o que reflete o investimento efetuado nos últimos anos na transição digital do sector público”.  

eHealth e o impacto na transformação digital

O estudo disponibiliza, pela primeira vez, informação sobre os serviços online na área da saúde, que apresenta ainda margem para melhorar.

Em termos de transformação digital, Luxemburgo, Estónia e Malta lideram com pontuações acima de 90% na maturidade dos serviços de saúde online graças a fatores como a disponibilização de serviços online mais centrados no utilizador, mais transparentes, mais avançados tecnologicamente e transfronteiriços.

Situações como o agendamento de consultas e consultas online são por vezes pouco trabalhadas do ponto de vista digital, apesar do acesso à informação online ter sido facilitado na maioria dos países europeus (77%). Um outro ponto referido no relatório dá conta da falta de informação em inglês para cidadãos não nacionais que, desta forma, podem apenas usar três em cada dez serviços disponibilizados online.

Marc Reinhardt, Head of Public Sector & Health da Capgemini sublinha que graças à Covid-19 “todos ficamos conscientes de quanto isto é fundamental e quão importantes foram, e são, as competências digitais para que os países possam responder de forma célere, simples e eficaz a situações como a pandemia, de modo a poderem organizar as respostas mais adequadas a cada momento – neste caso concreto, foram as unidades de vacinação e a descentralização dos tratamentos durante os confinamentos”.

Apesar do avanço, o estudo vem mostrar que os serviços públicos online estão acessíveis aos utilizadores, mas em diferentes patamares, com 91% para utilizadores empresas, 81% para utilizadores nacionais, 77% para utilizadores cidadãos, 46% para transfronteiriços e apenas 16% para utilizadores com necessidades especiais.

O estudo revelou que 87% dos sites governamentais têm funcionalidades para resposta e 92% apresenta informação compatível para dispositivos móveis. Esta é uma prioridade dos países europeus – a preocupação com a forma como os utilizadores vivem a experiência.

“Para acelerarem esta transformação, os governos terão de adotar agora soluções inovadoras que permitam melhorar os serviços públicos online, bem como aumentar os níveis de eficiência. Precisamos de um ecossistema europeu de GovTech florescente para permitir que os governos desbloqueiem a próxima geração de serviços públicos online. Quando os serviços públicos online estiverem preparados para o futuro, as nossas interações também se tornarão mais sustentáveis”, afirmou Niels van der Linden, Account Lead for the European Union Institutions da Capgemini Invent.

O estudo abrangeu os 27 estados-membros da UE, os países que integram a European Free Trade Association Associação (incluindo a Islândia, a Noruega e a Suíça), bem como os países candidatos a entrar na UE - Albânia, Montenegro, Macedónia do Norte, Sérvia e Turquia.

Uma das principais conclusões assenta na necessidade de prestação de serviços mais inclusivos para os mais diversos utilizadores de forma a responder às necessidades de cada pessoa no desenvolvimento do sucesso da transformação digital na administração pública. 

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 39 Setembro 2022

IT INSIGHT Nº 39 Setembro 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.