HUB4INOV: um hub de acesso à inovação produtiva e gestão de conhecimento da Nova Delta

Devido a desafios internos, a área de Inovação Produtiva da Nova Delta desafiou a Microsoft a desenvolver uma plataforma que se viria a chamar HUB4INOV, tendo em vista tornar a colaboração e tomada de decisão mais transparente e integrada num único local

HUB4INOV: um hub de acesso à inovação produtiva e gestão de conhecimento da Nova Delta

Com o trabalho remoto a despertar novos desafios no âmbito da transformação digital, a área de Inovação Produtiva da Nova Delta, unidade industrial do Grupo Nabeiro responsável pela torrefação, empacotamento e comercialização de café e sucedâneos, viu uma oportunidade para tornar mais eficiente a colaboração e tomada de decisão.

A Nova Delta procurava responder a grandes desafios do ponto de vista de sistematização da área de inovação produtiva, nomeadamente a integração da área de inovação produtiva num único local, com acesso a documentação e principais indicadores de desempenho da equipa, da forma mais transparente possível. 

Foi assim que, no verão de 2020, a empresa se juntou à Microsoft para o desenvolvimento da plataforma HUB4INOV. Menos de um ano depois, a plataforma foi implementada junto da equipa. Segundo Pedro Assude, Senior Innovation Manager na Nova Delta, a escolha da Microsoft “é óbvia, dada a diversidade de soluções e a capacidade disponível em Power Platform, com grande poder de integração de aplicações não apenas Microsoft com resposta às principais funcionalidades que se pretendiam implementar”.

Mais, explica que o SharePoint revelou ser “a escolha acertada”, devido à sua capacidade de gerir conteúdos, informações e aplicações, tendo em vista potenciar o trabalho colaborativo de uma forma integrada em toda a organização. A plataforma permite o acesso em tempo útil a toda a área de inovação produtiva, facilitando o processo de comunicação interno.

Assim, com a HUB4INOV, a área de inovação produtiva da Nova Delta pode consolidar a gestão da inovação em três atuações dentro da fábrica: em projetos e ensaios, na gestão de informação do produto e em codificação e consolidação numa única plataforma.

Pedro Assude destaca a agora possível integração e partilha de informação, a melhoria da comunicação entre a equipa, a digitalização e automatização de processos, a maior facilidade na realização tarefas diárias, assim como a maior transparência dos processos e capacitação da equipa a nível de transformação digital, e a melhor gestão do conhecimento.

Em números, o Senior Innovation Manager na Nova Delta garante que, comparando 2020 e 2021, houve uma redução da duração média de desenvolvimento de novos projetos em 4%, de 91 para 87 dias, e um desvio à duração dos projetos entre a data prevista versus a data efetiva em 34%, de -8 dias para -11 dias.

“Esperamos que a exista uma interação mais regular da equipa de Inovação, através da exploração das áreas de conhecimento e de sinais onde poderão lançar ideias e sugestões de melhoria para a área de inovação e para organização de uma forma geral”, reflete.

O sucesso deve-se, reitera Manuel Dias, National Technology Officer na Microsoft Portugal, a três fatores principais. Num primeiro lugar, “a utilização da tecnologia no seu esplendor nas diversas perspetivas – analítica, comunicação, colaboração e processos de negócio”. Depois, a “agilidade com que o projeto foi desenvolvido, tirando partido de muitos serviços cloud – a utilização do Office 365, Power BI, Microsoft Teams – soluções que podem, muito rapidamente, ser implementadas”. Finalmente, em terceiro lugar, e “o mais fundamental”, a “transformação da organização para uma cultura data-driven”, que utiliza a informação no processo de tomada de decisão.

Agora, com a plataforma implementada e operacional, a HUB4INOV não fica por aqui. O próximo passo do projeto é implementar a plataforma em todas as operações da Nova Delta, “com acesso imediato aos principais indicadores de fábrica, mas, também, possibilitar a partilha de conhecimento entre as mesmas, potenciando a inovação interna”, assegura Pedro Assude. Adicionalmente, a organização quer possibilitar, ainda, que as diferentes áreas “se liguem de forma mais intuitiva, facilitando todo o processo de comunicação e transparência internos”. 

Tags

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 40 Novembro 2022

IT INSIGHT Nº 40 Novembro 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.