A IT Insight em Hanôver, Alemanha, a convite da Schneider Electric

Schneider Electric: “não há escassez de energia; há demasiado desperdício de energia”

A IT Insight juntou-se à Schneider Electric, ao seu aliado na jornada pela sustentabilidade, Terra Cloud, e a vários jornalistas europeus para falar de sustentabilidade, eficiência energética e resiliência

Schneider Electric: “não há escassez de energia; há demasiado desperdício de energia”

Esta semana, a IT Insight viajou até Hanôver, na Alemanha, a convite da Schneider Electric (SE), para visitar o data center da Terra Cloud, parceira da empresa na jornada de aceleração da sustentabilidade dos data centers. O evento contou com jornalistas oriundos de toda a Europa e diversos executivos de topo da SE e da Terra Cloud. 

A cultura da SE dita que o data center do futuro é marcado pela resiliência e eficiência, potenciados pelo princípio da sustentabilidade. Vincent Barro, VP Secure Power na região DACH da Schneider Electric, apresentou as tendências atuais e futuras dos data centers europeus, que considera serem o “’backbone da nossa vida’”. 

Sustentabilidade / eficiência / resiliência

Apesar dos líderes da indústria terem vindo a fazer fortes apostas para serem ‘zero waste’, ‘net-zero’ e descarbonizadas, o executivo questiona-se se tais conceitos serão compatíveis e realistas perante as operações dessas empresas. “O driver principal da sustentabilidade são os requisitos dos clientes”, avança, pelo que 97% dos operadores de data centers têm clientes a solicitar mais eficiência e sustentabilidade. 

De acordo com o representante da SE, houve muitos progressos na eficiência dos data centers, com o Power Usage Effectiveness (PUE) a descer de 1.84 para 1.17. Assim, apesar da procura de data centers ter crescido 55% entre 2010 e 2018, a energia necessária para os alavancar só aumentou 6%.

Vincent Barro afirma que a empresa apoio a legislação da Comissão Europeia neste âmbito – o REPowerEU Action Plan. Mas, afinal, quais são os esforços de sustentabilidade dos fornecedores de data centers? Através de um estudo comissionado à Forrester, com base nos testemunhos de mais de mil decisores globais, a SE percebeu que 75% dos fornecedores perderam negócio ou investimentos devido à ausência de programas de sustentabilidade. Da mesma forma, enfrentaram um aumento dos custos, perda de confiança e, consequentemente, de reputação por parte dos clientes. Das organizações inquiridas, aquelas com maior maturidade vêm mais benefícios na sustentabilidade. 

Assim, a SE incentiva os seus clientes a estabelecerem uma estratégia ousada e acionável, a implementarem designs eficientes de data center, a construírem operações direcionadas para a sustentabilidade e eficiência, a comprarem energia renovável e a descarbonizarem a cadeia de valor. 

A vida da energia

Rob McKernan, SVP Secure Power Europe da SE, garante que “o consumo de energia global está a virar-se para o renovável”, contudo, atualmente, a discussão virou-se, inevitavelmente, para a crise de energia.

A União Europeia produz apenas uma pequena fração da energia necessária. Da energia utilizada, apenas 20% do gás natural e petróleo são extraídos do espaço europeu, enquanto 40% do gás e 27% do petróleo provém da Rússia. Assim, espera-se que haja “menos energia disponível”, apesar dos preços duplicarem, com uma inflação de quase 40%. De acordo com os especialistas, poderá haver quebras de energia este inverno.

A crise da inflação está a levar a uma crise económica e a energia é o driver principal dessa crise que está a acontecer na Europa”, reflete o responsável da SE. Contudo, “não há escassez de energia; há demasiado desperdício de energia”, acredita Rob McKernan.

Assim, na visão da SE, a “eletricidade 4.0 é o motor de um mundo mais sustentável, resiliente e ‘net-zero’”. Aqui, o digital assume a responsabilidade de construir um futuro mais inteligente potenciado por energia verde e a estratégia de inovação da SE passa por potenciar a inovação enquanto expandem o digital, em todas as fases do ciclo de vida da energia. “Não é só um modelo de negócio; é algo em que a empresa realmente acredita”, conclui Rob McKernan.

A Terra Cloud alia-se à Schneider Electric para acelerar a sustentabilidade dos data centers. Martin Klein, Director Datacenter and Cloud Services da Wortmann AG, à qual pertence a Terra Cloud, explica que são completamente B2B, e não orientados para os utilizadores finais. Dessa forma, o seu negócio é feito, exclusivamente, através do canal. Em 2022, têm 70 funcionários sediados, maioritariamente, na Alemanha, 55 mil clientes e mais de cinco mil parceiros. A empresa, que utiliza os produtos da SE para alavancar a sustentabilidade e eficiência desejadas nos seus data centers, fornece infraestrutura para PME – através de parceiros – e funciona hoje com 60% de energia renovável.

 

A IT Insight viajou até Hanôver, Alemanha, a convite da Schneider Electric

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 49 Maio 2024

IT INSIGHT Nº 49 Maio 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.