Como a IA evita a fraude em telecomunicações

Como a IA evita a fraude em telecomunicações

Ao utilizar conjuntos de regras avançados combinados com a ajuda de dados internos/externos, os Fornecedores de Serviços de Comunicações (FSC) poderão agora identificar fraudes de subscrição tanto de indivíduos como de entidades

A Machine Learning (ML) permite aos utilizadores armazenar e utilizar todas as decisões tomadas no passado e criar modelos com base nesses comportamentos. Esta combinação de inteligência baseada em regras e aprendizagem automática é o que constitui a abordagem de IA híbrida.

Os FSC podem agora tomar decisões rápidas e precisas de classificação e aplicação de riscos. Podem descobrir correlações e padrões ocultos no comportamento dos clientes. A IA híbrida também dá flexibilidade aos utilizadores e permite análises independentes, revelando como o sistema chegou às suas conclusões. Isto permite aos utilizadores pesquisar indicadores e padrões que conduzem à deteção de atividades criminosas.

Novas técnicas de automatização

Ao automatizar a deteção de possíveis subscrições fraudulentas, para além de enriquecer os dados de transação com estatísticas e perfis para a construção de modelos, os resultados são uma melhoria da qualidade dos dados e uma redução das deficiências e lacunas na identificação de potenciais fraudes. Por exemplo, a análise inteligente e os painéis de gestão de KPI permitem o aprofundamento da informação para compreender as causas profundas e a identificação de comportamentos e tendências suspeitos. Também é benéfico utilizar uma ferramenta de visualização de rede, que fornece, de forma gráfica e intuitiva, uma visão holística das relações entre entidades com um elevado risco de fraude. 

Ao automatizar a gestão de casos, os FSC podem distribuir mais facilmente os casos a analistas de fraude específicos. Por exemplo, quando uma aplicação é designada para revisão (estado pendente), esse caso pode ser atribuído a um analista de fraudes para concluir o processo de integração e chegar a uma decisão adequada (aceitar/recusar/oferta inicial melhor). 

Ao utilizar uma abordagem coerente e consistente de prevenção de fraudes nas subscrições, desde o ponto de venda até à utilização do subscritor, os FSC poderão utilizar uma gestão de regras dinâmicas e flexíveis que se alinhe com os comportamentos dos clientes. Além disso, a classificação eficaz do risco utilizando a tomada de decisões em tempo real e uma abordagem de IA híbrida permite uma gestão integrada do risco em vários casos de utilização de telecomunicações e cria um sistema aberto capaz de se integrar em sistemas de telecomunicações de várias fontes.

Como novas formas de fraude estão a desenvolver-se a uma velocidade cada vez maior, os FSC precisam de uma estratégia que incorpore pessoas, processos e ferramentas. Uma abordagem de IA híbrida significa que os métodos de Inteligência Artificial (IA) orientados para os dados e para o conhecimento estão a ser combinados. Os métodos baseados em dados, por um lado, incluem, por exemplo, os algoritmos de ML. Estes algoritmos pesquisam grandes volumes de dados diários para encontrar correlações e padrões recorrentes que indiquem um comportamento criminoso. Por outro lado, os métodos baseados no conhecimento, por exemplo, a lógica difusa ou os cartões de pontuação, podem definir regras complexas para lidar com determinados padrões de comportamento. 

Os algoritmos de IA permitem que dados de diversas fontes - incluindo atividades não financeiras, como mudanças de endereço ou pedidos de conta repetidos - sejam incluídos na sua análise de risco numa questão de milissegundos e possam decidir de forma independente - tirando conclusões inteligentes. Isto torna os resultados mais precisos e eficientes e reduz os falsos positivos. A IA híbrida também dá flexibilidade aos utilizadores e permite análises independentes, revelando como o sistema chegou às suas conclusões. Isto permite aos utilizadores pesquisar indicadores e padrões que levaram à deteção de atividades criminosas.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 48 Março 2024

IT INSIGHT Nº 48 Março 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.