Sete estratégias de big data para 2021

Apesar das empresas se preocuparem com a capacitação dos funcionários, ainda é necessário apostar nas tarefas mais rotineiras em relação ao big data

Sete estratégias de big data para 2021

Embora a maioria das empresas se tenha focado em capacitar o pessoal e compreender as grandes tecnologias de dados, a maioria ainda precisa de se concentrar nas tarefas mais rotineiras em torno dos big data, como garantir que todos os que devem ter acesso aos dados têm acesso aos dados corporativos.

Estas tarefas requerem um compromisso do IT e da empresa em dar tempo ao funcionários fora de outros projetos para garantir que todas as tarefas diárias de gestão de big data são executadas, como é o caso de:

1. Otimizar a relação CIO e CDO

As organizações mais bem sucedidas na combinação das responsabilidades do CDO e do CIO são organizações em que as duas pessoas trabalham em estreita colaboração para coordenar estratégias digitais e de IT;

2. Botão de segurança

A proteção de dados e sistemas de big data é uma função de gestão crítica que deve ser executada de forma implacável. Uma das chaves é garantir que todos os grandes sistemas e dados, quer residam em IT, na cloud ou nas unidades de negócio finais, sejam protegidos por metodologias e padrões consistentes. Esta é uma área em que o IT deve assumir um papel central e ativo;

3. Visibilidade de grandes dados

O IT precisa de uma janela para a maioria dos dados e sistemas em toda a empresa. Sem isso, os sistemas (e dados) podem ser replicados sem a empresa perceber;

4. Relacionar o big data com a empresa

Até 2021, as organizações precisavam de fazer um melhor trabalho na identificação de casos de negócios onde o big data e a análise podem fazer uma diferença dramática, e depois ser capazes de quantificar o impacto;

5. Realizar auditorias internas

As auditorias do sistema de big data devem ser realizadas pelo menos uma vez por ano para garantir que todos os grandes recursos de dados e repositórios de dados em toda a empresa sejam conhecidos e devidamente protegidos e governados. É importante estender esta prática de auditoria interna ao big data;

6. Destruir reservatórios

Assim que as empresas identifiquem todos os seus grandes ativos de dados, saberá onde estão os reservatórios de dados da sua empresa;

7. Investigar informações contraditórias

Sempre que os decisores não podem tomar ou concordar com os decisores, é da responsabilidade do IT analisar os dados. Embora divergências ou inércias de decisões possam ser filosóficas, também podem ser devidos a dados incorretos ou inconsistentes.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 32 Julho 2021

IT INSIGHT Nº 32 Julho 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.