Mais de 75% das empresas planeiam investir em Big Data nos próximos dois anos

A mais recente pesquisa da Gartner concluiu que mais de três quartos das empresas estão a investir em Big Data ou planeiam fazê-lo nos próximos dois anos, um aumento de 3% em relação a 2014.

Mais de 75% das empresas planeiam investir em Big Data nos próximos dois anos

A investigação foi realizada junto de 437 decisores de organizações de todo o mundo, em todas as indústrias, e chegou à conclusão que o investimento em Big Data continua a aumentar em 2015, apesar de não ser tão célere como em anos anteriores. Ainda assim, a consultora aponta que, até 2017, estas tecnologias deverão continuar a ser adotadas pelas empresas. “Este ano marca a mudança do Big Data enquanto tópico em si, caminhando em direção a práticas standard”, destaca Nick Heudecker, research director na Gartner. “Os tópicos que formalmente definem o Big Data, como volumes de dados massivos, estão a tornar-se familiares à medida que estas soluções se tornam mainstream”.

Melhorar a experiência do consumidor

A Gartner indica que as empresas têm múltiplos objetivos para as suas iniciativas de Big Data, como por exemplo ampliação da experiência do consumidor, otimização de processos existentes, alcance de um marketing mais dirigido e redução de custos.

Tal como aconteceu em anos anteriores, as empresas estão a procurar melhorar a experiência do consumidor como o principal objetivo de projetos de Big Data (64%). A eficiência dos processos e um marketing mais dirigido surgem agora empatados ao nível das prioridades (47%).

“À medida que o Big Data se torna na norma, líderes de informação e analítica estão a procurar formas de acrescentar valor e já não seguem apenas o hype”, sublinha Lisa Kart, research director na Gartner. “Enquanto compreender o valor permanece o desafio constante, desafios mais práticos como as aptidões, governance, financiamento e retorno de investimento (ROI) começam a passar para primeiro plano”.

Decisores ganham consciência do valor dos dados

Quando questionadas sobre o ROI para esforços de Big Data, a maioria das empresas com planos para investir nestas tecnologias e a maioria das que já investiram têm expetativas positivas. No entanto, uma maior fatia das empresas (43% das que planeiam investir e 38% das que já investiram) não sabem se o seu ROI será positivo ou negativo.

Uma das maiores mudanças que a consultora diz ter verificado na pesquisa deste ano prende-se com o cargo de quem decide dar início a projetos de Big Data. O ano passado, 37% dos projetos começavam no CIO, enquanto 25% eram iniciados por responsáveis de unidades de negócio. Em 2015, os papéis aproximaram-se, 32% e 31%, respetivamente.

“Os líderes de negócio estão a ter um papel mais ativo em projetos de analítica e informação à medida que aumenta a sua consciência do valor das decisões baseadas em dados”. 

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 32 Julho 2021

IT INSIGHT Nº 32 Julho 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.