BMW e Qualcomm ganham braço de ferro com a Comissão Europeia

Em causa estão as regras sobre carros conectados por 5G. A Comissão Europeia queria manter um sistema baseado em WiFi para os carros ligados à internet

BMW e Qualcomm ganham braço de ferro com a Comissão Europeia

Os estados-membros da União Europeia decidiram contrariar a recomendação da Comissão Europeia de ter como obrigatório o uso de WiFi nas comunicações entre veículos, permitindo a utilização do 5G.

A BMW, a Qualcomm, entre outras empresas, são defensoras da solução 5G. Do outro lado, optando pelo WiFi como obrigatoriedade, estava por exemplo a Volkswagen, a Volvo e a General Motors.

Foram 21 países a votar contra a proposta da Comissão Europeia, segundo reporta a Reuters, uma vitória clara para os defensores do uso do 5G nas ligações entre veículos.

Outros defensores da tecnologia WiFi em detrimento do 5G são, por exemplo, a Renault, a Toyota, NXP, Autotalks e Kapsch TrafficCom. Do lado da aposta no 5G estão a Daimler, Ford, PSA Group, Deutsche Telekom, Ericsson, Huawei, Intel e Samsung.

Os defensores de uma e outra solução têm explicado as suas posições com base em dois argumentos principais: no caso da preferência pelo uso de WiFi, ela é justificada pela demora na chegada do 5G; quando se opta pelo 5G em detrimento do WiFi são as várias aplicações da rede (por exemplo em entretenimento, dados de trânsito e navegação) que superam a capacidade do WiFi.

A rejeição da proposta da Comissão Europeia ainda não foi feita de forma oficial. A votação acontece a 8 de julho.

Tags
Notícias relacionadas

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 20 Julho 2019

IT INSIGHT Nº 20 Julho 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.