Falta de competências em IT irá afetar nove em dez empresas até 2026

De acordo com a IDC, a falta de conhecimentos em IT terá um custo de 5,5 biliões de dólares em atrasos, problemas de qualidade e perda de dinheiro

Falta de competências em IT irá afetar nove em dez empresas até 2026

As empresas estão a ser cada vez mais afetadas pela escassez de profissionais com competências em IT. De acordo com um inquérito recente realizado pela IDC, quase dois terços dos líderes da indústria na América do Norte afirmam que esta carência de capacidades leva a consequências graves, tais como o incumprimento de metas de crescimento de receitas, problemas de qualidade e uma redução da satisfação do cliente. A IDC prevê que mais de 90% das empresas passarão por dificuldades inerentes a esta crise, até 2026, resultando numa perda de 5.5 biliões de dólares.

Não é nenhuma surpresa que as capacidades relacionadas com a Inteligência Artificial (IA) são cada vez mais procuradas pela maioria das organizações, com as operações de IT em segundo lugar. Uma variedade de competências na cloud, incluindo arquitetura, gestão de dados e armazenamento e desenvolvimento de software, estão entre as competências mais procuradas, de acordo com os especialistas inquiridos. Esta situação é agravada pela necessidade de competências transversais, tais como competências de negócios digitais, competências interpessoais e competências de liderança.

Encontrar as pessoas certas com o conjunto de competências apropriadas para cada função nunca foi tão difícil”, refere Gina Smith, diretora da pesquisa para o IT Skills for Digital Business da IDC. “Com a escassez das competências em IT a aumentar e a chegada de novas tecnologias a acelerar, as empresas têm de encontrar maneiras criativas de contratar, treinar e requalificar os seus empregados. Uma cultura de aprendizagem é a melhor maneira de chegar a esse resultado”, acrescenta.

As empresas enfrentam muitos desafios quando pretendem que os seus colaboradores aprimorem as suas capacidades, entre eles está a resistência à formação. Os funcionários reclamam que os cursos são muito longos, têm poucas opções e que as competências adquiridas nesses cursos são inconsistentes com os seus objetivos de carreira.

Para superar essas adversidades, os líderes de IT precisam de implementar estratégias que incentivem a criação de um ambiente de aprendizagem dentro de suas empresas. Isso inclui várias estratégias, como hackathons, laboratórios práticos, jogos e questionários. 70% dos entrevistados disseram que já usam esta abordagem de aprendizagem experimental.

Estimular um ambiente de aprendizagem positivo numa empresa vai além dos materiais, cursos e desafios disponíveis. A mudança cultural tem de vir do topo e os líderes devem demonstrar por que estas aprendizagens são importantes para a organização. Alinhar os objetivos dos colaboradores com os do negócio, promover aprendizagem contínua e criar programas de recompensa são alguns dos passos para fomentar essa cultura. Isto também requer uma alocação adequada de recursos, como tempo, dinheiro e pessoas.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 49 Maio 2024

IT INSIGHT Nº 49 Maio 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.