As três estratégias para motivar os trabalhadores a regressarem ao escritório

De acordo com a Gartner, os empregadores necessitam de fazer evoluir o espaço de um lugar mais centrado no trabalho para um espaço centrado e preocupado com os trabalhadores e com a forma como estes se sentem presencialmente num escritório

As três estratégias para motivar os trabalhadores a regressarem ao escritório

Ultrapassada a pandemia de COVID-19, algumas organizações têm apostado no regresso das suas equipas ao escritório, um processo que se pode revelar negativo.

Para isso, a Gartner enumera três estratégias que vão encorajar o regresso dos trabalhadores ao escritório físico: alinhar o objetivo com o local; motivar através da transparência; e tornar a inclusão fundamental.

Neal Woolrich, director, advisory no Gartner HR practice, considera que, apesar dos esforços das organizações para atrair os trabalhadores de volta ao escritório com regalias, horários flexíveis, entre outras ofertas, “os empregadores devem aproveitar as melhores partes da experiência do escritório e fazer evoluir o espaço de um lugar centrado no trabalho para um espaço centrado nas pessoas e na forma como se sentem quando entram num escritório”.

  • Alinhar o objetivo com o local: O inquérito Global Talent Monitor da Gartner, referente ao terceiro trimestre de 2023, revela que os trabalhadores australianos consideram a localização como a prioridade número um quando o que está em causa é a procura de um novo emprego. Por outro lado, um dos maiores obstáculos para os empregadores passa por justificar o porquê do regresso ao escritório quando o trabalho em si não se altera.
    Quase metade dos funcionários inquiridos (48%) acreditam que as políticas estabelecidas nos seus escritórios dão prioridade aos desejos dos líderes enão às necessidades dos funcionários. Desta forma, o local de trabalho deve ser orientado por objetivos e não pelo trabalho, fornecendo aos funcionários uma ideia de como as tarefas realizadas no escritório complementam as que podem ser feitas remotamente.
  • Motivas com transparência: O inquérito revela que mais de 50% dos funcionários optam por não ir ao escritório porque não veem utilidade. Muitos acreditam que são produtivos mesmo a trabalhar à distância. A Gartner revela que as organizações devem procurar motivar os trabalhadores para o regresso ao trabalho através de uma comunicação mais aberta e honesta, que incentive a presença no escritório.
    Woolrich reforça que “é importante fornecer uma justificação clara e válida para ajudar os funcionários a compreenderem a mudança, para que possam entender o quê, como e porquê das decisões que estão a ser tomadas”.
  • A importância da inclusão: Apesar dos esforços das organizações para colocar temas como a diversidade, a equidade e a inclusão no centro da discussão, o sentimento dos trabalhadores australianos relativamente a este tema no local de trabalho continuou a diminuir.

O inquérito, realizado em junho passado, demonstra que os trabalhadores que trabalham remotamente têm uma inclusão 10% superior à dos trabalhadores que se encontram no local de trabalho, justificada pelo facto de puderem usufruir de uma maior privacidade e controlo do seu espaço de trabalho num ambiente remoto.

A criação de um ambiente de trabalho inclusivo deverá satisfazer as necessidades emocionais e físicas dos trabalhadores, de forma a sentirem-se ligados quando estão no escritório. A empresa sai a ganhar com benefícios ao nível do desempenho e da retenção de talento.

“As organizações devem oferecer um espaço de trabalho centrado no empregado, onde os trabalhadores se sintam tão confortáveis e ligados no escritório como em casa. 
Para tal, é necessário compreender e ter empatia com as situações específicas dos funcionários e perguntar o que está a funcionar, o que não está e o que pode ser feito de forma diferente”
, reforça Neal Woolrich.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 48 Março 2024

IT INSIGHT Nº 48 Março 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.