A nova era da decisão

A Noesis está a apostar na analítica preditiva para ajudar as organizações a transformar a forma como tiram proveito dos dados

A nova era da decisão

De acordo com o IDC FutureScape: Worldwide Analytics and Information Management 2018 Predictions, caminhamos para a era da monitorização de tudo, sobretudo da qualidade e relevância dos dados. Ao mesmo tempo, as decisões humanas serão cada vez mais assistidas por recomendações algorítmicas.

O relatório da IDC é explícito: o machine learning levará a uma mudança profunda na forma como dados e conteúdo são geridos e analisados, auxiliando ou automatizando a tomada de decisão. No “Data Science and Big Data in Digital Transformation”, organizado pela IDC Portugal e que teve lugar na Nova IMS, em Lisboa, a Noesis demonstrou o seu compromisso com esta nova abordagem aos dados. “Desde há um ano que sentimos que começa a existir um interesse muito forte para a implementação de projetos de Big Data e data science com recurso a modelos preditivos”, indicou Nuno Pacheco, diretor da área de BI, área em que a Noesis está a investir fortemente, para entregar ao mercado soluções completas e de valor acrescentado.
 

Tornar o impossível no possível

A tecnológica portuguesa convidou a Qlik e a Cloudera, dois dos seus parceiros tecnológicos em business intelligence (BI) e big data, a abordar as oportunidades trazidas por estas tecnologias. Há oito anos que a Noesis tem uma área de negócio dedicada a BI, com enfoque na componente de visualização e analítica, onde tem uma parceria com a Qlik. A associação à Cloudera, que tem uma parceria à escala global com a Qlik, decorre de um enfoque crescente da Noesis em data science, big data e inteligência artificial. Christian Violi, channel sales director da Cloudera para o mercado mediterrânico, sublinhou a evolução do business intelligence – que definiu como “tirar uma fotografia aos dados” – para a analítica preditiva. O machine learning (ML), enfatizou, “aprende com os dados” e, ao mudar a forma como para eles olhamos, permitirá “tornar o impossível de hoje no possível de amanhã”. Este novo relacionamento com a informação traduz-se em novos horizontes, para o negócio. “Podemos aplicar modelos de machine learning ou analytics para melhor segmentar os clientes, por exemplo. Do ponto de vista da IoT, passa a ser possível realizar manutenção preditiva, a partir de informação recolhida por sensores. Na segurança, é possível utilizar um modelo de deteção de anomalias, para prevenir a fraude. Tudo isto se traduz em valor real para os clientes”, sublinhou Christian Violi.
 

 

Inteligência aumentada

A Cloudera tem uma parceria global com a Qlik - sobre a plataforma open source de machine learning e analytics da Cloudera a Qlik coloca ferramentas de navegação e visualização intuitiva que tornam os dados inteligíveis. Ricardo Ramos, principal competitive analyst da Qlik, avançou que, nesta fase, em que “os dados valem cada vez mais dinheiro”, importa começar a extrair valor. Porque, alertou, “há muitas organizações que têm verdadeiros tesouros de dados”. Para que o consigam fazer, vão precisar de ajuda. “O objetivo é que o machine learning e a inteligência artificial, em conjunto com a inteligência humana, deem origem ao que designamos de inteligência aumentada, que nos facilitará bastante a tomada de decisão”. O analista alertou que existem atualmente muitos dados desperdiçados dentro das organizações e que, além da tecnologia, importa investir no know-how humano. “Estamos numa fase de transição, em que as pessoas necessitam de ganhar maior literacia de dados para que realmente consigam tirar proveito destas ferramentas”.

 

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 14 Julho 2018

IT INSIGHT Nº 14 Julho 2018

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

+ NOTÍCIAS

E depois do digital?

Porquê um ERP na cloud?

Olá 25/5 :-) Estamos prontos?

A nova era da decisão

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.