Green Projects Awards e COTEC abrem concurso no âmbito da Indústria 4.0

Aberto a candidaturas até dia 31 de maio, o prémio GPA – COTEC Indústria 4.0 destingue projetos submetidos por organizações públicas e privadas que visem o desenvolvimento sustentável e que tenham sido implementados ou disponibilizados em Portugal nos últimos três anos

Green Projects Awards e COTEC abrem concurso no âmbito da Indústria 4.0

O Green Project Awards (GPA) e a COTEC – Associação empresarial para a Inovação são os promotores do lançamento do Prémio GPA – COTEC Indústria 4.0 reforçando a importância da transformação digital para a sustentabilidade e para a circularização da economia, numa perspetiva de divulgação e de convergência tecnológica.

O Prémio GPA – COTEC Indústria 4.0 será atribuído entre todos finalistas das categorias do GPA 2018, desde que cumpram os seguintes requisitos (constantes no Regulamento GPA 2018):

  • Evidências de utilização de tecnologias digitais capazes de agilizar o processo de desenvolvimento e produção do projeto;
  • Evidências de um nível superior de customização reduzindo o tempo de entrada no mercado;
  • Desenvolvimento do projeto assente na utilização de plataforma digital de simulação permitindo a customização e otimização mesmo;
  • Possibilidade de aceder remotamente e em tempo real aos dados resultantes do projeto.

 

Para além deste prémio especial, o GPA atribui outros três: o Prémio GPA – ANI Born From Knowledge, o Prémio GPA – EGF Inovação e Economia Circular e o Prémio GPA – REN Biodiversidade e Florestas. A 11ª edição do GPA conta com sete categorias: Agricultura e Florestas, Inovação Social e Mobilização, Iniciativa Jovem, Inovação e Economia Circular, Mar, Turismo e Urbes. As inscrições devem ser feitas aqui até ao dia 31 de maio.

O GPA tem o Alto Patrocínio do Presidente da República e o apoio institucional da Comissão Europeia, da Unesco e da CPLP. Conta ainda com o apoio dos Ministérios da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, do Ambiente, da Economia, da Educação e do Mar.

Podem concorrer à iniciativa empresas, Organizações Não Governamentais, estabelecimentos de ensino, centros de investigação, entidades públicas e/ou municipais, associações, investigadores e outros cidadãos a título individual com projetos, iniciativas, produtos ou serviços que visem o desenvolvimento sustentável e que tenham sido implementados ou disponibilizados em Portugal nos últimos três anos.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 17 Janeiro 2019

IT INSIGHT Nº 17 Janeiro 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.