Estudo COTEC- EY destaca importância de alinhar estratégia de inovação e de negócio

COTEC Portugal e a EY lançam, em parceria, um relatório que faz um retrato da inovação empresarial em Portugal e que apresenta algumas recomendações para a ativação sustentável de competências de inovação nas empresas nacionais.

Estudo COTEC- EY destaca importância de alinhar estratégia de inovação e de negócio

 O recente relatório da COTEC Portugal e EY, elaborado a partir de um conjunto de casos empresariais, recomenda que as olhem para a inovação como uma "função orgânica e transversal a todas as áreas" e aponta como crítico alinhar a estratégia de inovação e de negócio, para que a primeira seja o catalisador do segundo. Neste âmbito, o estudo reforça a importância do desenvolvimento de iniciativas, como programas de partilha de ideias e identificação de novos requisitos de inovação, teste de novos projetos, programa interno de empreendedorismo e incorporação de insights através de análise de canais de social media.

O relatório tem por base o estado atual da inovação em Portugal e as conclusões do Global Innovation Index e do European Innovation Scoreboard, estudos de referência da maturidade de inovação. Estes estudos medem o "gap" entre Portugal e os países líderes em inovação a nível global e indicam que Portugal tem mantido uma posição relativa em maturidade de inovação desde 2013. Para encurtar ou colmatar a diferença face aos outros países, o País necessita de uma nova abordagem à inovação, dizem a COTEC e a EY, que contemple "proatividade empresarial para a capacitação da inovação", e não apenas "abordagens assentes na oferta de serviços, conhecimento, tecnologia e inovação", ou seja, condições de suporte à inovação criadas pelo Estado.
 
Esta nova abordagem, dizem, ajudará a responder àqueles que são os cinco principais desafios da inovação em Portugal: qualificação dos recursos humanos, investimento, colaboração, sofisticação de mercado e know-how de negócio.
 
Jorge Portugal, diretor-geral da COTEC Portugal refere, a propósito deste relatório, que o desafio das empresas é "renovar o negócio do presente enquanto criam o do futuro".  Já Jorge Nunes, partner da EY, fala em "construir um ponto de vista sobre o futuro" e na "inovação enquanto competência interna chave das organizações".

 

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 14 Julho 2018

IT INSIGHT Nº 14 Julho 2018

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.