Branded Content

Crossjoin prepara a abertura de um novo polo tecnológico

João Modesto, CEO da Crossjoin Solutions, aborda a abertura do novo Polo Tecnológico da empresa que terá como missão “potenciar a excelência da nossa academia” e preparar “os jovens talentos para a exigência” do Centro de Competências.

Crossjoin prepara a abertura de um novo polo tecnológico

A Crossjoin vai abrir um novo Polo Tecnológico. Qual é a sua importância?

O Polo Tecnológico representa para a Crossjoin um marco muito importante nesta década de vida, significa que estamos a crescer e a construir o nosso futuro.

O Polo tem como missão potenciar a excelência da nossa academia preparando os jovens talentos para a exigência do nosso Centro de Competências que já é uma referência nacional e internacional.

É um abrir portas para a criação de talento e partilha de conhecimento.

Que tipo de investimento representa este Polo Tecnológico e a que se deve a escolha da localização?

Em termos monetários representa um investimento de mais de um milhão de euros. Porém, é um investimento sobretudo nos nossos talentos e no futuro da Crossjoin.

Queremos proporcionar as melhores condições aos nossos colaboradores, novas oportunidades de crescimento, apostar na inovação e aumentar sinergias com a comunidade. Escolhemos Almada para acolher o nosso Polo devido às excelentes condições que a zona oferece: bons acessos, longe da confusão de Lisboa, estacionamento, comércio local e jardins. Com um espaço maior vamos disponibilizar mais recursos para responder aos desafios e projetos dos nossos clientes. Acreditamos que o retorno deste investimento trará mais-valias imprescindíveis ao futuro da Crossjoin e ao seu sucesso.

O Polo vai abrir em breve, correto? Na conjuntura atual onde as empresas tecnológicas apostam cada vez mais no Teletrabalho e devido ao risco de contaminação COVID-19, não seria mais prudente adiar o lançamento do Polo tecnológico?  

O Polo abrirá até ao final do ano seguindo as orientações da Direção-Geral de Saúde.

A Crossjoin foi das primeiras empresas, a promover o remote work, ainda muito antes do COVID. Já tínhamos lançado o programa Flex Place e Flex time, no contexto do branding “We Create Time” como parte do programa de lançamento do Polo Tecnológico. O Polo Tecnológico será um espaço agradável e inspirador, onde os Crossers convivem e podem realizar reuniões esporádicas que exigem trabalhos criativos de grupo com condições físicas que superam as conference calls.

Com as devidas medidas de segurança, acreditamos ser importante e saudável, existirem as facilidades que criamos neste espaço. Acreditamos num flex time e flex place com pontos de encontro e convívio que permitem uma maior coesão de equipa e de identidade corporativa.

Quais são as necessidades dos clientes da Crossjoin para a abertura deste Polo Tecnológico? 

A entrega de um serviço único na área da otimização de sistemas de informação e manutenção dos mesmos com elevados padrões de qualidade e resiliência, faz-nos ter uma carteira de clientes de referência em vários setores de negócio e a conquistar novos mercados com elevada facilidade. O maior desafio é conseguirmos escalar a entrega do nosso serviço. O Polo Tecnológico vai permitir uma maior capacidade de resposta, aumentando a nossa equipa e reforçando os nossos quadros com as melhores competências na nossa área de atuação.

Com as constantes mudanças de paradigmas e novas tecnologias emergentes no mercado, temos de conseguir acompanhar as evoluções e com o Polo vamos fazer um maior investimento em investigação, desenvolvendo novos serviços e produtos e apresentando soluções sempre adequadas às necessidades dos nossos clientes.

Vamos apostar em soluções e ferramentas recorrendo às tecnologias de Big Data e Machine Learning que nos permitirá ser ainda mais competitivos e mais eficientes. O nosso produto X-Viewer é um exemplo desta aposta que já começou há vários anos e que se tornou essencial nas missões de otimização dos sistemas de informação.

Qual será a integração deste Polo Tecnológico e a comunidade académica?

Será uma excelente integração. Temos tido ligações com as instituições de ensino e com as associações ao longo do tempo e queremos tornar estas relações ainda mais fortes. Queremos mostrar à comunidade académica da área do IT que existe uma possibilidade de carreira numa área pouco difundida, a Performance.

 

Conteúdo co-produzido pela MediaNext e pela Crossjoin

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 28 Novembro 2020

IT INSIGHT Nº 28 Novembro 2020

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.