Cisco fomenta networking na Web Summit 2018

Durante esta edição do Web Summit, a Cisco irá apresentar o seu compromisso para um ecossistema de inovação aberto através de diversas atividades, incluindo conferências, palestras, acompanhamento, labs e demos

Cisco fomenta networking na Web Summit 2018

A Cisco irá partilhar com os participantes do Web Summit as possibilidades do DevNet, uma plataforma que permite aos engenheiros e programadores aprenderem e codificarem, relacionarem-se com outros criadores, e testarem as aplicações criadas por eles. O Cisco DevNet oferece instrumentos gratuitos, recursos de aprendizagem bem como a possibilidade de acederem a APIs e SDKs livres para criarem soluções de rede inovadoras na infraestrutura programável da Cisco.

Os visitantes do Web Summit podem compreender da melhor forma como as suas aplicações podem interagir com a infraestrutura da rede para proporcionarem uma experiência do utilizador mais impactante. Com mais de 500,000 membros registados, o DevNet está a criar um ecossistema de inovação de rede que será o núcleo da próxima geração de aplicações e a próxima geração de negócio incluindo o lançamento recente dos programas Ecosystem Exchange e Cisco Code Exchange do Global Cisco Partner.

A equipa da Cisco Portugal e do DevNet estão a organizar uma sessão de um dia no campus da NOVA SBE em Lisboa, na segunda-feira dia 5 de novembro. O Cisco DevNet Connect irá incluir painéis de discussão abertos, seminários práticos, sessões de laboratório e networking para startups, programadores e parceiros.

 

Ecossistema de inovação aberto

A Cisco tem trabalhado bastante com startups desenvolver a tecnologia mais vanguardista. O Cisco Investments gere mais de 100 investimentos em mais de 25 países diferentes e de várias formas como a IoT, inteligência artificial, ou RA e RV. Os diversos fundos são uma parte relevante do plano de investimento da empresa, bem como a associação dos portfólios das empresas ao mecanismo de mercado da Cisco para ajudar as empresas a acelerarem os seus negócios.

A Cisco assumiu sempre uma postura aberta no que diz respeito à inovação com a estratégia permanente de construir, adquirir, associar-se, investir e cocriar. A Cisco detém 11 Centros de Inovação pelo mundo, incentivando o empreendedorismo e a co inovação com clientes, parceiros, startups, criadores de aplicações e academia. Os Cisco Innovation Centers colaboram com o Cisco DevNet e centram-se em áreas diferentes, como as cidades inteligentes, produção, gestão de energia, retalho, serviços, transportação ou cibersegurança.

 

Demonstrações e temas importantes do Web Summit

Os visitantes do nosso stand E168 da Cisco poderão criar o seu percurso pessoal conectando-se com tecnologias de ponta para poderem trabalhar nas suas ideias inovadoras. Terão acesso a demos do DevNet, NetAcad e Innovation Centers, incluindo também sessões de laboratório e de acompanhamento.

Susie Wee, Cisco VP & CTO do DevNet Innovations, irá demonstrar-nos os pontos essenciais para o crescimento de uma cidade inteligente, desde DevOps, para a segurança e para aplicações de rede, na quinta-feira dia 8 de novembro, no palco FullSTK do Web Summit às 14:55 horas. Ela irá participar também nos seguintes painéis:

  • ‘Does greater diversity equal greater profits’ (Palco Forum, às 11:10)
  • Painel de discussão de CTO: ‘A day in life, evolution of the CTO role’ (Palco FullSTK, ao 12:35).

Dug Song, cofundador do Duo Security e atualmente parte integrante do negócio de redes e segurança da Cisco, irá apresentar um tema bastante relevante na quarta-feira, dia 7 de novembro no placo Startup University (ao 12:35) onde vai explicar como fazer crescer uma startup além do Silicon Valley. Pastora Valero, Vice-Presidente, Public Policy e Government Affairs da Cisco EMEAR, irá participar na palestra ‘World war trade’ (quarta-feira, 7 de novembro, palco Forum, às 14:25) onde irá discutir o protecionismo atual e as forças de comercialização não livres.

 

Compromisso na digitização de Portugal

A Cisco e o Governo Português estão a cooperar para captar oportunidades apresentadas pela economia digital. Centrando-se em diversas partes essenciais do Programa Nacional de Reformas de Portugal, isto inclui apoio à inovação empresarial e ao empreendedorismo, com foco específico nas startups e no desenvolvimento de competências digitais.

A empresa colabora com a Startup Portugal e oferece startups locais com acesso à iniciativa Europeia Venture Capital da Cisco e ao programa de Incubação para poder ajudar as empresas a acelerarem e a expandirem internacionalmente. Além disso, para preencher a falha nos profissionais de TI, o programa sem fins lucrativos Cisco Networking Academy está a tentar educar cerca de 7,000 estudantes locais anualmente em 2020, com cursos focados na próxima geração de redes e cibersegurança.

Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 16 Novembro 2018

IT INSIGHT Nº 16 Novembro 2018

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.