Abertas candidaturas para acelerador de blockchain

BlockStart é o primeiro programa de aceleração do consórcio europeu que permite às PME conhecerem algumas das mais inovadoras soluções baseadas em blockchain

Abertas candidaturas para acelerador de blockchain

É em Lisboa que irá decorrer o arranque do primeiro programa de aceleração do consórcio europeu de blockchain liderado pela Bright Pixel. Até dia 10 de fevereiro, o BlockStart está a aceitar candidaturas de programadores e startups.

Os 20 escolhidos vão ter a oportunidade de apresentar os seus pitch a dez pequenas e médias empresas (PME), durante o primeiro dia do Pixels Camp, este que é um encontro da comunidade tecnológica que irá decorrer de 26 a 28 de março, no Pavilhão Carlos Lopes.

Este encontro irá permitir às PME conhecerem algumas das mais inovadoras soluções baseadas em blockchain que poderão ser aplicadas às suas operações nas áreas de retalho, fintech e tecnologias da informação.

No final do primeiro dia, dez programadores ou startups serão selecionados por um júri constituído por experts e PME e receberão até 20 mil euros em financiamento, equity free, bem como mentoria.

Depois disto, os participantes terão ainda quatro meses para desenvolverem os seus protótipos. Destes, os cinco que melhor se enquadrarem com os desafios das empresas serão escolhidos para serem implementados durante um período de dois meses.

Aliámos o BlockStart ao Pixels Camp por ser um dos momentos altos do ano para Bright Pixel e para a comunidade tecnológica. Será uma oportunidade interessante para demonstrar alguns potenciais casos de uso da tecnologia blockchain e dinamizar parcerias entre startups e PME de forma a termos produtos que melhor respondam a necessidades do mercado”, explica Frederico Santos, coordenador do programa.

O projeto europeu, liderado pela Bright Pixel em parceria com a comunidade tecnológica F6S e a consultora de inovação CIVITTA, tem cerca de 800 mil euros para apoiar 60 empreendedores e 60 PME, além de potenciar boas práticas de utilização da tecnologia de blockchain, através de workshops, conferências e relatórios, junto da Comissão Europeia e demais intervenientes no ecossistema de inovação europeu, como associações, clusters, incubadoras, entre outros.

 

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 27 Outubro 2020

IT INSIGHT Nº 27 Outubro 2020

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.