Preocupações com cibersegurança não impedem empresas de migrar para a cloud

Com a pandemia, a transição para a cloud disparou e mesmo com os crescentes desafios no plano da segurança, sete em cada dez empresas acreditam que a cloud é uma prioridade para o futuro do negócio

Preocupações com cibersegurança não impedem empresas de migrar para a cloud

A transição para a cloud pode levantar novos e complexos problemas de cibersegurança, mas segundo o estudo Global Tech Trends Survey da Equinix, apesar das preocupações com a cibersegurança, que aumentaram com a pandemia, tem-se registado um aumento anual significativo no número de empresas que planeiam mover as suas aplicações empresariais para a cloud. 

“A mudança para a cloud está no centro” da transformação digital, afirma Michael Montoya, Chief Information Security Officer na Equinix. “No entanto, como mostra o nosso estudo, muitos líderes digitais continuam indecisos perante os receios de aumento da exposição dos dados e da cibersegurança. Assim, a 'higiene' cibernética continua a ser de vital importância na cloud”, conclui. 

A necessidade de potenciar a competitividade das organizações e responder à procura crescente por parte dos utilizadores, conduziu, no último ano, a um incremento a nível global de 15% (para 37%) do número de empresas que pretendem mover as suas aplicações críticas para a cloud. À medida que as empresas líderes constroem infraestruturas digitais cada vez mais robustas, tendo em vista as necessidades futuras, estima-se que 47% da infraestrutura de IT a nível mundial está agora na cloud. 

O estudo, que inquiriu 2.600 decisores de IT entre a América, Ásia-Pacífico e EMEA, nota que o crime online tem um custo para a economia mundial de mais de mil milhões de dólares, tendo, por outro lado, um custo médio para as organizações estimado em mais de meio milhão de dólares, por incidente. 

É de notar que o risco é agravado pelo grande número de empresas que mudam rapidamente a capacidade da sua rede para atender aos volumes crescentes de dados gerados pelos colaboradores remotos, o que provocou um aumento substancial na migração para a cloud, assim como na ampla implementação da infraestrutura digital baseada na cloud, integrada numa estratégia de infraestrutura híbrida.

Segundo o estudo, 73% dos inquiridos em Portugal acredita que a migração para a cloud é uma prioridade, e 79% afirma-se focado na digitalização da sua infraestrutura de IT, sendo que 86% está empenhado na melhoria da experiência de utilizador dos clientes. Esta mudança tem, naturalmente, em conta o risco da exposição dos dados e dos ataques cibernéticos resultante da maior adoção da cloud, constituindo uma das maiores ameaças às organizações em todas as regiões – 52% na América, 50% na Ásia-Pacífico e 45% na EMEA.

Adicionalmente, 59% dos entrevistados em Portugal acredita que a ameaça de exposição dos dados e de ataques cibernéticos decorre da maior adoção da cloud e 87% dos líderes digitais equaciona incrementar a cibersegurança das suas organizações.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 41 Janeiro 2023

IT INSIGHT Nº 41 Janeiro 2023

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.