Nove competências digitais que vão moldar a empregabilidade

Análise realizada pela equipa de consultores de Digital da Michael Page identificou as características que vão contribuir para o desenvolvimento das empresas

Nove competências digitais que vão moldar a empregabilidade

Se está à procura de trabalho ou a pensar mudar de emprego nos próximos tempos saiba que as empresas procuram cada vez mais competências digitais na hora de escolher os candidatos.

De acordo com uma análise realizada pela equipa de consultores de Digital da Michael Page, foram identificadas nove competências digitais que vão moldar a empregabilidade e contribuir para o desenvolvimento das empresas.

Em 2022, a empresa verificou um aumento de 18% no valor salarial para especialistas de PPC e de redes sociais, uma prova do incremento do mercado digital em termos salariais quando falamos de profissionais com determinadas competências em várias áreas.

São elas:

PCC ad management: Os especialistas nesta área devem ser capazes de analisar rapidamente uma elevada quantidade de dados sendo ainda necessário talento para criar um copy apelativo para plataformas como o Google AdWords. São essenciais competências criativas e analíticas neste campo;

SEO: Technical e content:  O SEO destaca-se como um ponto fundamental. Na hora de escolher, as equipas devem procurar ter profissionais especializados nesta área, com experiência em technical SEO, content e linkbuilding;

Estratégia e implementação de CRM: A gestão eficiente do customer relationship management (CRM) é essencial para que as campanhas cheguem ao público-alvo mais adequado. Apesar de poder ser um processo mais automatizado, o desenvolvimento de abordagens estratégicas e orientadas a KPI’s são uma vantagem;

A importância das redes sociais para as marcas: O perfil do colaborador responsável por redes sociais é importante para rentabilizar e gerir ao máximo um serviço também dirigido à obtenção de um ROI;

Vídeos e animação: O vídeo e a multimédia têm ganho cada vez mais terreno. A entrada da geração do Youtube poderá fazer com que as funções de operação de câmara, edição e câmara sejam a escolha das empresas;

Competências data science: Candidatos com perfis ligados à matemática, computer science e astrofísica podem ser a aposta para as empresas no acesso e análise de dados; 

Ecommerce trading: O aumento das compras online veio provocar uma maior necessidade de colaboradores nesta área, que engloba várias competências como marketing digital, SEO e PPC;

Marketplace trading: Os marketplaces são atualmente uma área em crescimento de vendas no caso das empresas de grande e pequena dimensão. Visual merchandising, analytics e trading são consideradas competências importantes nesta área;

Programmatic media: Várias empresas estão a recorrer especialistas para melhorar o ROI devido ao aumento desta forma algorítmica de publicidade digital.

Para Sofia Montalvo, Associate Manager da Michael Page, “é importante construir uma equipa de profissionais digitais com as competências técnicas essenciais, mas que também consigam adaptar-se de forma a superar novos desafios e proporcionar às empresas ideias únicas e inovadoras para a resolução de problemas“.

A crescente procura de profissionais com estas competências, tem impulsionado o mercado diigital em termos salariais. Em 2022, a Michael Page observou um aumento médio de 18% no valor salarial praticado para as posições de especialista de PPC e de redes sociais face a períodos anteriores, com variações na remuneração anual bruta entre os 28 e os 38 mil euros.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 39 Setembro 2022

IT INSIGHT Nº 39 Setembro 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.