Cabo submarino entre a Portugal e Brasil entra em pleno funcionamento

O novo cabo submarino permite um aumento de 50% em termos de desempenho entre os data centers no Brasil, em Portugal e em Espanha

Cabo submarino entre a Portugal e Brasil entra em pleno funcionamento

A Equinix e a EllaLink anunciaram a entrada em pleno funcionamento do primeiro sistema de cabo submarino de alta capacidade entre a Europa e a América Latina. Instalado pela EllaLink entre os data centers da Equinix em São Paulo (SP4), Lisboa (LS1) e Madrid (MD2 em), o novo sistema permite um ganho de 50% em termos de desempenho entre o Brasil, Portugal e Espanha, quando comparado com as rotas de dados anteriores que transitavam pela América do Norte. Reduzir a latência é um fator crítico para os fornecedores de conteúdos, empresas de cloud e instituições financeiras, para as quais um atraso de alguns milissegundos pode ter impacto na rentabilidade das operações comerciais.

Os cabos submarinos são essenciais para o funcionamento da Internet e para a conectividade global, já que 99% do tráfego intercontinental passa por cabos submarinos, sendo que apenas um por cento do tráfego é transportado por sistemas de satélite. O mercado global de cabos submarinos deverá valer cerca de 22 mil milhões de dólares em 2025 – mais do que o dobro de 2019 – esperando-se que atinja os 30 mil milhões até 2027. Uma parte significativa deste crescimento será impulsionada pelos cabos que interligam a América Latina ao resto do mundo.

Espanha e Portugal são importantes portas de entrada de muitos mercados europeus no Brasil e restante América do Sul. A capital de Portugal, Lisboa, centralizando indústrias, comércio e governo, representa um importante hub de conectividade internacional, com ligação aos cabos submarinos que conectam a Península Ibérica, África e América do Sul.

Diego Matas, Chief Operating Officer, EllaLink, refere que “disponibilizar conexões one-hop entre a América Latina e a Europa com uma latência de 60 ms constitui uma mudança disruptiva em termos de latência transatlântica. Nos últimos meses, a EllaLink trabalhou diretamente com a Equinix para assegurar conexões neutras em termos de operador a partir dos seus PoP nos data centers da Equinix, e agora estamos a possibilitar que os nossos clientes acedam diretamente aos vastos ecossistemas de redes, clouds e provedores de serviços financeiros e de TI que a Equinix acolhe”.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 39 Setembro 2022

IT INSIGHT Nº 39 Setembro 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.