Índia em guerra com o Facebook

Um pedido pessoal emitido por Mark Zuckerberg, num dos principais jornais da Índia, para que o país permita um serviço gratuito de Internet, gerou bastante controvérsia e levantou questões por parte dos reguladores de telecomunicações.

Índia em guerra com o Facebook

O plano Free Basis, lançado pelo criador do Facebook, permite que todos os utilizadores tenham acesso à rede social, assim como a outros serviços tais como educação, saúde, e anúncios de emprego, a partir do seu smartphone, sem a necessidade de um plano de dados. Porém, segundo ativistas indianos, este programa ameaça os princípios da Neutralidade da Net, alterando os preços de acesso a diferentes sites.

A polémica instalada na Índia gira em torno da Neutralidade da Net, princípio de que todos os sites da Internet devem ser igualmente acessíveis.
Mark Zuckerberg está a ser acusado de favorecer uma faixa limitada da Internet, excluindo os serviços rivais, assim como de querer atrair mais utilizadores para o facebook.
“Não temos qualquer problema com a Internet gratuita, desde que seja aberta a todos. O Free Basis é apenas uma forma de prender utilizadores no ecossistema Facebook. Não há Google nem Youtube”, referiu Mahesh Murthy, Co fundador da Seedfund e da startup Pinstorm. “Os ricos não podem ter acesso à Internet por inteiro, e os pobres apenas ao Facebook.”

De modo a conseguir introduzir o acesso à Internet em zonas com pouco ou acesso nulo, o Facebook está a investir milhões de dólares na Internet.org, e em projetos baseados em drones, satélites e lasers.
“Não se trata dos interesses comerciais do Facebook- nem existe publicidade na versão Free Basis do Facebook,” pode ler-se no artigo de opinião que Mark Zuckerberg escreveu para o jornal Times of India. “Se as pessoas perdem o acesso aos serviços gratuitos básicos, irão perder simplesmente o acesso às oportunidades que a Internet hoje oferece.”

A autoridade reguladora das telecomunicações da Índia lançou um documento que questiona se as empresas de telecomunicações deverão ou não cobrar diferentes valores em função do uso de dados em sites, aplicações e plataformas.

Com a Free Basis já instalada em 37 países, desde o Bangladesh à Zâmbia, o Facebook procura agora apoio para que esta ferramenta seja aplicada na Índia.
Já existe uma campanha intitulada “Save Free Basis In India”, que pede aos utilizadores para estes apoiarem a igualdade digital, preenchendo um formulário que envia um e-mail aos reguladores.
“É uma oportunidade tremenda para a Índia”, referiu Mark Zuckerberg, em Outubro, no Instituto Indiano de Tecnologia de Délhi. “Se existem milhões de pessoas que ainda não se encontram conectadas, esta é uma das maiores oportunidades que poderá ajudar a desenvolver a economia do país e ajudar a evitar a pobreza, e realmente levantar um grande número de indivíduos”.

Tags

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 24 Março 2020

IT INSIGHT Nº 24 Março 2020

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.