2022: o começo de uma nova era!

Predictions 2022

2022: o começo de uma nova era!

Em 2021 vimos surgir um novo paradigma social e económico

Para além de mais de 50% do PIB já ser influenciado pelo digital, pela primeira vez na história verificamos uma correlação inversa entre o IT e a Economia, ou seja, mesmo com uma das maiores quebras da história no PIB, o mercado de IT continuou a crescer! Na crise económica de 2009 o mercado mundial de IT decresceu mais do que a economia, e no ano passado, apesar da quebra de quase 5% do PIB, o mercado de IT mundial cresceu quase 3%. Em Portugal, onde a quebra do PIB foi maior, quase 10%, o mercado de IT cresceu quase 2%.

Como resultado, verificámos uma aceleração ainda maior na transição da 2.ª para a 3.ª plataforma tecnológica e nos aceleradores de inovação.

Enquanto o mercado de IT crescerá menos de 5% ao ano entre 2021 e 2025, as previsões da IDC apontam para um crescimento de dois dígitos ao nível da 3.ª plataforma e aceleradores de inovação. Dois dígitos num mercado que, em média, cresce apenas 5%, e onde as tecnologias de 2.ª plataforma irão decrescer cerca de 4% ao ano!

No gráfico 1 podemos ver a relação das tecnologias que consideramos ter maior dimensão e crescimento ao longo dos próximos anos em Portugal.

Da disrupção tecnológica aceleramos ainda mais rumo a uma disrupção dos modelos de negócio e a uma economia mais digital, acelerada pela procura digital dos consumidores e pelos estímulos governamentais (PRR e Novo Quadro Comunitário), onde vemos surgir novas indústrias com base em ecossistemas digitais (indústria da mobilidade, dos pagamentos, da casa, etc), o que está a fazer com que as organizações necessitem, cada vez mais, de trabalhar em ecossistema, numa lógica de API, e onde a inovação empresarial passa fortemente pelo desenvolvimento de software.

É neste contexto que a IDC prevê que grande parte do investimento em tecnologia e no digital seja canalizado para novos use cases de transformação digital. Abaixo indicamos alguns exemplos de use cases de transformação digital com maior dimensão e crescimento na Europa Ocidental. Por tudo isso, hoje, mais do que nunca, o IT e o Digital são peças fundamentais e estruturantes para termos uma economia e uma sociedade mais competitivas e sustentáveis.

Mas, apesar desta aceleração, devemos ambicionar mais para Portugal e para a Europa. E na minha opinião existem cinco pilares chave para o sucesso de Portugal nesta economia cada vez mais digital:

  1. O tecido empresarial tem que acelerar ainda mais a transformação digital. É necessária mais resiliência, inovação e escala nas empresas incumbentes, assim como dinamizar ainda mais o ecossistema empreendedor, as startups, scale-ups e as novas empresas em geral, que são fundamentais para este processo de transição digital. Devemos também ser capazes de continuar a atrair mais investimento internacional, em áreas estratégicas da economia digital.
  2. É necessário acelerar ainda mais a Transição Digital no Setor Público. Temos que acelerar ainda mais o desenvolvimento de políticas públicas e regulação, e sermos capazes de executar eficazmente o PRR e o novo quadro comunitário. E a nossa Administração Pública, não obstante o trabalho feito nos últimos anos, tem que acelerar ainda mais a transição digital dos serviços públicos.
  3. Mais Talento. Apesar da qualidade do talento nacional, e do posicionamento fantástico das universidades portuguesas, temos que ser capazes de criar e atrair mais talento para Portugal e para as organizações portuguesas.
  4. Compromisso nacional e europeu para liderarmos o digital. Apesar da dimensão de Portugal, devemos ser capazes de posicionar Portugal como um HUB para vários ecossistemas digitais. E como Europa, deveremos ser capazes de liderar algumas das áreas tecnológicas mais disruptivas; apesar do atraso que temos ao nível das soluções Cloud, AI ou Big Data, ainda poderemos liderar temas como o 5G, 6G, Quantum Computing, Blockchain, Robótica, AR e VR.
  5. E por último, mas talvez o mais importante, o Foco na Sustentabilidade. Temos que ser capazes de fazer com que tudo isto nos permita ter uma sociedade mais sustentável, não só a nível ambiental e económico, mas também a nível social, com mais coesão e inclusão.

Apesar dos desafios serem grandes, não tenho dúvidas que seremos capazes de ultrapassá-los e criar um futuro mais digital, inclusivo e sustentável para Portugal nesta nova era!

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 35 Janeiro 2022

IT INSIGHT Nº 35 Janeiro 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.