Altice realiza a primeira demonstração 5G em ambiente de rede comercial

A meta de 2020 para o 5G está aí, e a Altice Portugal, em parceria com a Huawei, foi o primeiro operador em Portugal a fazer uma demonstração na rede.

Altice realiza a primeira demonstração 5G em ambiente de rede comercial

Ao contrário de anteriores demonstrações do 5G em Portugal conduzidas por fabricantes em single spot, a Altice realizou a primeira demonstração em ambiente de rede comercial e com terminal pré-comercial 5G, a funcionar na banda dos 3,6 GHz, (designada banda média no plano de frequências da UE) com recurso a um dispositivo 5G da Huawei, que alcançará velocidades na ordem dos 1,5 Gbps. 

Esta demonstração consiste na ativação de um ecossistema pré-comercial completo de 5G, do terminal de cliente até às plataformas de serviço. O equipamento terminal foi desde logo desenvolvido para suportar a nova tecnologia 5G, a qual consiste numa nova rede rádio e numa nova rede de controlo 5G, bem como na utilização de um conjunto de antenas ativas.

Estas antenas, por sua vez, são mais complexas e inteligentes do que as antenas normalmente instaladas nas redes móveis, integrando cada uma delas 64 recetores e 64 emissores de sinal (beam forming e Massive MIMO), o que visa uma melhoria significativa da qualidade da transmissão e, por consequência, da qualidade do serviço prestado. 

Nesta demonstração, com características equivalentes às do ambiente comercial, a transmissão na rede de acesso rádio é realizada numa das várias bandas de frequências apontadas para o 5G, 3,6 GHz, e com um terminal 5G da Huawei, com velocidades previstas de 1,5Gbps. 

Chris Lu, CEO da Huawei em Portugal 
 Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal

 

Para Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portuga,“liderar o processo de desenvolvimento e implementação do 5G em Portugal é uma prioridade estratégica para a Altice Portugal, que pretende antecipar – sempre – a entrega aos clientes de serviços promotores de uma maior qualidade de vida, transformadores da sua capacidade de comunicar, de estreitar distâncias, de criar proximidade”. 

A Altice tem vindo a dotar a sua infraestrutura da capacitação necessária para a introdução do 5G, sendo que o seu projeto de transformação da infraestrutura de rede ótica em DWDM (Dense Wavelength Division Multiplexing) acaba de ser distinguido na categoria Most Innovative 200G/400G Deployment, no âmbito do Huawei Optical Innovation Forum 2018, com 16 áreas distintas a premiar operadores de todo o mundo. 

A GSMA Intelligence estima que o 5G represente mais de 30% do total das ligações móveis na Europa em 2025, com 214 milhões de utilizadores. Uma pesquisa a nível global da Gartner conclui ainda que mais de metade das empresas (57%) pretende utilizar o 5G para suportar a comunicação com a Internet of Things (IoT), um dos drivers fundamentais, neste ano de 2018, do investimento em Tecnologias de Informação. 

A tecnologia 5G apresenta-se como um novo paradigma nas redes de telecomunicações, ao pretender alargar o seu âmbito de aplicação a casos de uso atualmente suportados por redes privadas e com fios. Para além de maiores débitos (20Gbps) e maior mobilidade (500Km/h), o 5G deverá garantir tempos de resposta menores (latências de 1 ms) e permitir um grande número de dispositivos ligados (1 milhão/Km2). 

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 17 Janeiro 2019

IT INSIGHT Nº 17 Janeiro 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.