Software de gestão de RH – um tema de transformação digital

O software de recursos humanos tem vindo a evoluir nos últimos anos em direção a um maior foco na produtividade e na gestão do capital humano.

Software de gestão de RH – um tema de transformação digital

A transformação digital é um comboio a alta velocidade, impossível de acompanhar sem a tecnologia certa, mas sobretudo sem as pessoas. Os recursos humanos são a chave para o sucesso neste novo contexto, e as soluções tecnológicas que os servem têm forçosamente evoluído. Esta transformação, “enorme e relevante”, indica Nuno Carvalho, diretor da Ábaco Training Academy, “resultou na criação de soluções mais sofisticadas e focadas na melhoria da produtividade das empresas e dos seus colaboradores”.

Para estar alinhado com as necessidades do mercado, um software de gestão de recursos humanos (RH) deve, antes de mais, “ser o mais transversal possível de forma a cobrir a maioria dos processos de gestão de capital humanos”, adianta.

Assim, a evolução tecnológica das ferramentas de gestão de RH acompanha o desenvolvimento das ferramentas de apoio à gestão, já que deve ser “um aliado no processo de mapeamento do conhecimento”, identifica o diretor da Ábaco Training Academy, permitindo identificar os desajustes entre as qualificações dos colaboradores e as necessidades das organizações. Porém, o software é importante não só apenas para contribuir para o aumento das qualificações e eficiência dos colaboradores nas organizações, mas também para o desenvolvimento do negócio. “Acreditamos profundamente que as empresas não podem funcionar sem um software de gestão de RH e, até elas próprias estão cada vez mais cientes disso, uma vez que este é responsável pela harmonização de todos os processos relacionados com os colaboradores", defende o diretor da Ábaco Training Academy.

 

Escalabilidade e mobilidade são valorizadas

A flexibilidade das soluções tecnológicas é hoje um requisito, já que as organizações “procuram soluções escaláveis e com valores de investimento indexados ao número de colaboradores”, suportando de forma transversal os processos administrativos e de desenvolvimento pessoal.

Uma boa experiência de utilização é fundamental. A possibilidade de aceder a informação a qualquer momento é hoje esperada pela maioria das organizações, que trabalham cada vez mais em contexto de mobilidade. “Existe uma maior necessidade de as soluções estarem disponíveis em ambientes multi-plataforma (PC, tablet, telemóvel) de forma a que os colaboradores possam interagir com o sistema de gestão de capital humano, onde e quando necessitarem”.

Outras caraterísticas bastante valorizadas neste tipo de softwares de gestão são, segundo Nuno Carvalho, as funcionalidades de employee self-service, “permitindo, por exemplo, que os colaboradores possam aceder aos seus dados pessoais, possam obter informação sobre outros colegas da empresa, possam visualizar e obter uma cópia do seu recibo de vencimentos, entre outras funcionalidades”.

Softwares de gestão de RH que suportem funções de manager self-service, para facilitar a diretores e gestores a gestão das suas próprias equipas ao nível dos processos de recursos humanos, também são valorizados, pela “descentralização e democratização dos processos”.

A cloud, neste ponto, tem vindo a dar um auxílio precioso, não apenas por facilitar a mobilidade e o acesso aos dados em qualquer contexto, mas por reduzir o investimento inicial necessário e permitir que estas soluções se moldem “ao tipo e ao tamanho da organização”.

 

Aliado da produtividade

As soluções de RH modernas incorporam processos end-to-end que contemplam todo o ciclo de vida de um colaborador na empresa, desde o momento da sua contratação até ao momento da saída. Assim, software de gestão de RH que suporte o processo de recrutamento e seleção “de modo a permitir a rápida identificação dos candidatos ideais para cada vaga na organização, e que permita o acompanhamento e monitorização de todos os candidatos ao longo das várias etapas do processo de seleção, aumentam de forma exponencial a produtividade das empresas”, assegura Nuno Carvalho.

De igual forma, os softwares de gestão de RH que suportem os processos de avaliação de desempenho, para facilitar a identificação de lacunas aos níveis dos skills e que proponham ações de formação adequadas, reforça, “contribuem claramente para o aumento da produtividade e envolvimento dos colaboradores das organizações”.

 

Compliance com o RGPD

A 25 de maio de 2018, o Novo Regulamento de Proteção de Dados Pessoais (RGPD) entrará em vigor em todos os estados-membro da União Europeia. Os dados dos colaborares estão entre o tipo de informação a que as organizações não podem deixar de prestar atenção, no âmbito desta nova diretiva para a privacidade. “A implementação de processos em conformidade com o regulamento, nomeadamente na área de gestão de recursos humanos, deverá continuar a merecer a maior atenção da parte dos principais fabricantes de software de gestão”, assegura o diretor da Ábaco Training Academy. No entanto, alerta, “no que toca ao tratamento de dados pessoais, os softwares de gestão não substituem a responsabilidade das empresas”.

Os fabricantes de software estão neste momento a incorporar nas suas soluções de gestão “mecanismos de controlo, monitorização, anonimização e de eliminação de dados de uma forma estruturada e alinhada com o novo Regulamento”, revela Nuno Carvalho.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 14 Julho 2018

IT INSIGHT Nº 14 Julho 2018

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.