Mercado de bens tecnológicos regista arranque lento em 2022

Estudo da GfK prevê uma desaceleração em 2022, depois de um 2021 onde se registou crescimentos de 12% em receitas

Mercado de bens tecnológicos regista arranque lento em 2022

Após um ano recorde para o mercado global de bens tecnológicos, com um crescimento de 12% em receitas em 2021, a GfK prevê uma desaceleração em 2022. Nos dois primeiros meses do ano, as receitas já caíram 3% em relação ao mesmo período do ano passado. 

O contexto pandémico trouxe oportunidades para este mercado a nível global, pois os consumidores passaram mais tempo em casa, inclusive a trabalhar remotamente, e investiram no seu conforto. No final do ano passado, contudo, os especialistas da GfK previram que esta tendência não continuaria em 2022, devido ao alívio das restrições da pandemia, à pressão sobre as cadeias de distribuição e a uma saturação da procura. 

Desde o início de 2022, os itens mais procurados pelos consumidores são produtos e dispositivos inovadores, como aspiradores robot com estações de carregamento - que começaram o ano com um aumento de 182% nas receitas em comparação com o mesmo período do ano passado -, notebooks ultrafinos (+7%) e televisões com tela superior a 65 polegadas (+13%) que registaram crescimentos acima da média. 

Os dispositivos que simplificam a vida dos consumidores também tiveram um início de ano bem-sucedido. A tendência de simplificação é evidente em produtos domésticos inteligentes, com os produtos de automação residencial a registarem um crescimento geral de 15% em sete países da UE (Bélgica, França, Alemanha, Grã-Bretanha, Espanha, Itália e Holanda), de janeiro a fevereiro de 2022. Incluem-se, por exemplo, termostatos inteligentes para controlo automático de temperatura, sensores de movimento e detetores de incêndio que contribuem para a segurança doméstica.

Outra categoria de produtos que beneficia desta tendência de simplificação são os eletrodomésticos multifuncionais: panelas elétricas com função de cozedura de arroz, máquinas de lavar-secar ou minifornos com função de vapor, registaram taxas de crescimento acima da média nos primeiros dois meses de 2022 e melhoraram a sua posição no mercado, em comparação com o mesmo período do ano passado. Estes dispositivos multifuncionais são particularmente relevantes em áreas metropolitanas, onde os consumidores desejam aproveitar ao máximo o espaço limitado disponível.

Acelerado pela pandemia, o comportamento de compra dos consumidores também mudou, em particular, a importância da utilização da internet para compras. De acordo com dados globais da gfknewron Consumer, 62% dos consumidores já usam plataformas online e offline para pesquisar informações antes de comprarem um novo dispositivo. A atenção dada a reviews de produtos aumentou a uma taxa acima da média, especialmente, quando se trata de comprar um novo dispositivo tecnológico. 

Os consumidores são agora mais inteligentes e mais bem informados, mas também mais seletivos. As recomendações têm maior relevância e uma enorme influência sobre a forma como o consumidor compra no futuro. Ao mesmo tempo, a curta duração do processo de compra, com apenas alguns dias entre a pesquisa e a compra efetiva, apresenta desafios para vendedores e fabricantes que devem, cada vez mais, apostar numa estratégia omnicanal que junte as suas atividades online e offline, no momento certo e com a mensagem certa para conquistar os consumidores

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 40 Novembro 2022

IT INSIGHT Nº 40 Novembro 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.