CIONET Insights

8 Game Changers para 2018

Mais do que uma era de tendências futuras estamos a viver uma era de elementos ou fatores recém-introduzidos que alteram significativamente as atividades existentes: a era dos Game Changers. Para 2018, a CIONET identificou 8 de mais de 20 Game Changers que irão afetar a economia e a forma como vivemos

8 Game Changers para 2018

Os Game Changers por ordem de sectores da economia são: Agricultura Sintética; Produtos Animais sintetizados; Construção Autónoma; Processadores de Inteligência Artificial; Medicina Regenerativa assistida; Logística Extrema, Segurança Pública Inteligente, e Neuro-Tecnologia.
 

Agricultura Sintética

À medida que a procura mundial de alimentos aumenta a níveis sem precedentes a agricultura sintética pode ajudar a satisfazer esta procura. Os avanços da agricultura sintética baseiam-se em tecnologias avançadas para melhorar a saúde das plantas e a produção de culturas. Grande parte dos investimentos têm sido feitos no desenvolvimento de soluções microbiais para promover naturalmente a saúde das plantas e melhorar a produção agrícola. Além disso, a sequenciação genómica e bioinformática computacional têm sido usadas para prever quais os micróbios que são mais benéficos para a saúde vegetal.
 

Produtos Animais sintetizados

Dado que a produção animal constitui uma das maiores fontes emissoras de gases de efeito de estufa (utilizando terra arável e consumindo muita água potável), o investimento em produtos de origem animal que representem um menor impacto de sustentabilidade está a aumentar drasticamente. De alimentos a roupas baseados em produtos animais sintetizados, estas soluções têm vindo a ganhar tração. Por exemplo, a Modern Meadow produz couro cultivado que não requer o abate de animais e reduz bastante os consumos de terra, água, energia e produtos químicos. Este processo chama-se biofabrico.
 

Construção Autónoma

A robótica e a automação ao serviço da construção de forma a colmatar a dificuldade de contratação de pessoal especializado, bem como reduzir custos associados a formação. As ferramentas utilizadas vão desde impressoras 3D de construção móvel (que imprimem localmente edifícios) a autómatos projetados especificamente para tarefas de escavação e construção de fundações. Numa fase inicial, veremos a introdução de tarefas simples como robôs autónomos usados para construção de paredes.
 

Processadores de Inteligência Artificial (IA)

Atualmente, algumas startups estão a desenvolver processadores para aplicações de IA. Por exemplo, a Mythic oferece um chip para ativar IA local para transformar dispositivos quotidianos em sistemas inteligentes usando a Cloud. Os mercados-alvo desta empresa incluem a domótica, sistemas de saúde e segurança e monitorização e segurança para uso comercial e doméstico, bem como drones para aplicações industriais.
 

Medicina Regenerativa assistida

Permite aplicar princípios de engenharia e impressão 3D a células, tecidos e órgãos. Em termos internacionais assistimos atualmente ao futuro da medicina, onde células-estaminais e outros tipos de células podem literalmente ser o tratamento de doenças intratáveis ou crónicas. A Prellis Biologics, por exemplo, faz a engenharia de tecidos e órgãos humanos através de tecnologia de impressão a laser 3D. A empresa cria camadas simples de células e constrói a pedido "níveis" de tecido para órgãos numa configuração definida pelo laboratório.
 

Logística Extrema

Este tipo de logística assenta em soluções alavancadas em tecnologia aplicada a geografias de baixa intensidade de infraestruturas. Atualmente, a Zipline International constrói aviões médicos autónomos de asa fixa e gere serviços aéreos de entrega. Este serviço fornece equipamentos médicos e medicamentos a clínicas e hospitais em áreas inacessíveis por terra.
 

Segurança Pública Inteligente

O futuro da vigilância, prevenção de crime e resposta de emergência está cada vez mais nas mãos de IA, drones e equipas multidisciplinares. A fase que vivemos atualmente é de desenvolvimento de soluções não integradas, como é o caso da Shield AI, que cria sistemas artificialmente inteligentes para proteger polícias, especialistas de proteção civil ou mesmo civis. A oferta da empresa passa por um "quadcopter" que explora antecipadamente de forma autónoma ambientes de elevada ameaça. O drone pode realizar pesquisas sem link de frequência rádio, voar manualmente, e, se necessário, aprender e melhorar voos.
 

Neuro-Tecnologia

Talvez a mais assustadora de todas as tendências. A Neuro-Tecnologia consiste na capacidade de visualizar, melhorar e reparar a funcionalidade do cérebro. Atualmente, existem empresas que já estão a trabalhar nesta área, como a Synchron, uma empresa de dispositivos médicos que desenvolve um "interface neuronal endovascular" chamado Stentrode. Este dispositivo cerebral implantável serve para alcançar o controlo direto do cérebro de tecnologias que assistem o corpo. A plataforma tecnológica está a ser desenvolvida para ajudar pacientes paralisados a facilitar o controlo de dispositivos externos, como membros robotizados, computadores e exoesqueletos, traduzindo a atividade cerebral para o movimento físico.

 

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 14 Julho 2018

IT INSIGHT Nº 14 Julho 2018

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.