Web Sumitt 2022

Web Summit: inteligência artificial, um grande valor para qualquer negócio

Craig Walker, Co-founder & CEO da Dialpad, apresentou três vetores da IA que podem levar melhorias às empresas e organizações, sobretudo ao nível da relação com o cliente e à simplificação do trabalho para os colaboradores

Web Summit: inteligência artificial, um grande valor para qualquer negócio

A inteligência artificial como o mote para o futuro do trabalho e da democratização da comunicação nas empresas. Esta foi a mensagem deixada por Craig Walker, Co-founder & CEO da Dialpad, no segundo dia de Web Summit, em Lisboa.

Numa altura em que a revolução da inteligência artificial já começou, o orador apresentou alguns insights sobre a forma como a IA está já a mudar as empresas, com várias organizações como a Google e a Apple a apostarem em soluções que envolvam esta nova tecnologia.

Na prática, as áreas de vendas, apoio ao cliente e recrutamento são algumas das áreas onde a aposta na Inteligência Artificial pode ser uma mais-valia para o crescimento de uma empresa, ao ajudar as organizações a tomar as decisões mais inteligentes, que satisfaçam clientes e equipas, e que vão ao encontro do foco do negócio.

No trabalho do dia a dia, a Inteligência Artificial pode dividir-se em três vetores que vão ajudar a trazer melhorias ao trabalho:

Automação

Virtual Customer Assistants: Sistemas como chatbots programados que ajudam os clientes, são já uma realidade em muitos negócios. Mas com o investimento da inteligência artificial, não servirão apenas para responder a perguntas, mas como um todo na experiência, um centro de conhecimento capaz de estabelecer uma conversa, a qualquer altura do dia, 24/7.

Virtual Employee Assistants: Em muitas empresas, a quantidade de informação sobre produtos, políticas, etc, está distribuída em vários compartimentos da empresa e pode tornar-se caótico para os colaboradores encontrarem a informação de que necessitam em determinado momento. Os colaboradores podem ser guiados pela inteligência artificial de forma a trabalharem melhor e de forma mais eficiente para oferecer um melhor serviço ao cliente. 

Business Process Automation: A capacidade do sistema fazer um recap do que aconteceu numa chamada de um cliente, por exemplo, de forma a fazer chegar essa informação até à empresa para que esta agilize o processo e vá ao encontro do pedido

Assistência

Sugestões: Os colaboradores de uma empresa não conhecem todos os detalhes dos produtos que vendem. A inteligência artificial pode ajudar a tornar o negócio melhor, mais rápido, ao munir os colaboradores de recomendações inteligentes, assim como sugestões de respostas que ajudem a resolver os desafios e dúvidas colocadas pelos consumidores, sem que para isso seja necessária a ajuda de um supervisor;

Coaching: Por vezes, os colaboradores estão dependentes do feedback de um manager para avaliar a sua performance e saber qual a melhor maneira de lidar com determinadas situações. A inteligência artificial pode ajudar a avaliar quais as áreas onde foi melhor e onde melhorar, democratizando desta forma o caminho para o sucesso;

Automated Compliance: As soluções de automated compliance ajudam a substituir os processos manuais através do rastreamento dos procedimentos num único local;

Playbook Adherence: A plataforma pode permitir que o colaborador tire dúvidas junto dos managers, oferecendo igualmente a oportunidade de as organizações saberem quais são os colegas capazes de ajudar em determinado tema.

Insights

Interações: sem a inteligência artificial, as organizações vão precisar de alguém que elabore inquéritos de satisfação para os clientes, por exemplo. A tecnologia fornece a possibilidade de interação com os clientes, de forma a melhorar a satisfação dos clientes;

Otimização: saber quem é que precisa de acompanhamento, que tipo de acompanhamento e ter a capacidade de filtrar que tipo de interações despoletaram esta necessidade;

Previsões: Usar a inteligência artificial para prever, por exemplo, se um cliente vai comprar um produto, quais as suas intenções como consumidor;

Engagement: A IA é capaz de oferecer experiências personalizadas e ajudar o consumidor a encontrar a informação de que necessita, sem que para isso tenha que pedir ajuda ao suporte da empresa.

Para Craig Walker, “qualquer negócio, seja de que tamanho for, consegue tirar daqui [inteligência artificial] um grande valor".

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 41 Janeiro 2023

IT INSIGHT Nº 41 Janeiro 2023

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.