Glintt apresenta solução que nos “transporta para uma nova dimensão na saúde”

A VIEWER nasce sobre os princípios da decisão, integração e mobilidade e procura auxiliar os profissionais de saúde no registos clínicos do quotidiano hospitalar

Glintt apresenta solução que nos “transporta para uma nova dimensão na saúde”

Num ano tão marcado pela inovação científica aliada à saúde, a importância de um sistema que acompanha a transformação digital, eficaz e capaz de tomar conta das necessidades humanas nunca foi uma ideia tão presente. É no sentido de revolucionar o quotidiano dos profissionais de saúde que a Glintt apresenta uma nova solução tecnológica – VIEWER - para os sistemas hospitalares. Durante cerca de uma hora, no Teatro Thalia, em Lisboa, e virtualmente, a Glintt juntou-se a profissionais de saúde, que explicaram e demonstraram a utilização da solução, na qual a empresa tem vindo a investir desde 2019.

O trabalho híbrido vigorou numa grande parte dos setores, mas na saúde é certo que não. As boas vindas do CEO da Glintt, Nuno Vasco Lopes deram conta que o investimento nos cuidados de saúde deve aliar métodos dos novos ambientes de trabalho, mais ágeis, ao ambiente hospitalar. No vídeo “A realidade médica pela voz dos próprios profissionais de saúde”, apresentado por Filipa Fixe, administradora executiva da Glintt, ouviram-se os testemunhos de diversos profissionais que estão na frente dos cuidados médicos e que no dia a dia se deparam com inúmeras dificuldades, frequentemente devido a sistemas de registo médico obsoletos. 

Foram destacados três aspetos essenciais, tidos em conta na génese da VIEWER. “Esta solução transportamos para uma nova DIMensão na saúde”, afirma Filipa Fixe – decisão, integração e mobilidade. Sob o lema “O foco que a saúde precisa”, a VIEWER é uma plataforma ajustada a diversos dispositivos e utilizadores que acompanha o profissional de saúde durante os turnos e diminui o tempo de tomada de decisão médica, através de um ecossistema que reúne toda a informação dos utentes, mapeia a relevante e a agrega num único serviço.

A iniciativa de construir a VIEWER surge devido à crescente urgência de otimizar a gestão dos relatórios clínicos dos pacientes e dessa forma poder estar mais atento às suas necessidades. Grande parte dos ambientes hospitalares ainda funcionam à base de anotações de caneta e papel, que só depois são colocadas nos sistemas digitais tradicionais do hospital, muitas vezes em estações e computadores fixos, onde os dados estão dispersos. A coordenadora da Glintt reitera que “um médico não deve ter de percorrer um sistema de informação ou uma série de papéis” e acrescenta que “hoje em dia passamos de uma sala cheia de papel para uma sala cheia de servidores”.

A nova solução permite a mobilidade do profissional de saúde e uma acessibilidade ágil e fácil, no próprio momento, à informação clinica do doente, apoiando ainda nas decisões, através de ferramentas de inteligência artificial, por exemplo. Ficou denotado pelos profissionais presentes que um sistema inteligente e personalizado melhora não só a assistência médica como a própria vida dos que estão na linha da frente, com alertas de medicação, protocolos pré-definidos e avisos de exames, por exemplo.

A demonstração da VIEWER ficou a cargo de Sandra Teixeira, Healthcare Manager e responsável do produto e Paulo Freitas, Diretor do Serviço de Medicina Intensiva do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca, que desde logo afirma que “é importante que o profissional se adapte ao sistema e que o sistema se adapte ao profissional”, porque “uma solução só é uma solução quando está no cliente”. Com o objetivo de construir “funcionalidades de forma ergonómica”, a pensar em multidispositivos, e numa solução “customizada que se adapte ao profissional”, o layout da VIEWER foi pensado como uma folha de papel. É facilmente “integrável”, acompanha os “padrões tecnológicos do mercado e do setor”, é “modular na tecnologia e no contexto de uso”, quer seja junto à cama do doente, na secretária do profissional ou enquanto se transita pelo hospital. 

Um dos exemplos dados tem a ver com o processo de alta do doente. A página inicial, já personalizada para o profissional de saúde, tem um layout dividido por secções com aquilo que é prioritário utilizar no dia a dia hospitalar – lista de tarefas; lista dos pacientes a cargo do profissional e, no caso de estarem em enfermaria, com todos os doentes; notas clínicas; parâmetros fisiológicos do doente; campo de prescrição; meios complementares de diagnóstico e protocolos de alta pré-definidos e editáveis. 

Por fim, António Carvalho, Diretor Médico, Internista e Membro da Comissão de Informação Clínica do Centro Hospitalar Lisboa Ocidental E.P.E., partilhou a sua visão na utilização da VIEWER e assegurou que “os profissionais de saúde estão motivados para esta mudança” e que “é importante que a transformação digital acompanhe também os sistemas de saúde”. Ressalvou ainda a importância da segurança, com planos de disaster recovery. A solução disponibiliza ainda uma aplicação para os utentes, que lhe permite gerir a própria saúde e envia lembretes de tomas de medicação e exames e possibilita a diminuição de erros, de duplicação de registos que António Carvalho diz ser muito frequente, e a centralidade no doente. “A nossa missão é prestar os melhores cuidados aos doentes e este serviço permite-o”, conclui.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 33 Outubro 2021

IT INSIGHT Nº 33 Outubro 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.