Transações contactless duplicaram em 2018

Segundo os dados da Mastercard, o número de transações contactless efetuadas na europa duplicaram desde o ano passado. Em Portugal, este crescimento foi ainda mais sentido, com um valor de 126%

Transações contactless duplicaram em 2018

Em Portugal, segundo dados da Mastercard, o número de transacções feitas através de Contactless mais do que duplicou, crescendo 126% face ao ano anterior, um dado que, para Paulo Raposo, Country Manager da Mastercard em Portugal, “demonstra que as campanhas da Mastercard na promoção do dos pagamentos Contactless têm sido eficazes. No entanto, ainda há um longo caminho a percorrer, uma vez que as transacções Contactless em Portugal representam menos de 3% do total de transacções, quando, em outros países europeus o Contactless já representa entre 30 e 50% do total de transacções.”

Paulo Raposo encontra duas razões para este atraso de Portugal em relação à Europa.

“De facto, Portugal deu passos de gigante, a partir da década de 80 do século passado, na adoção de soluções electrónicas de pagamento, mas precisa, agora, de fazer evoluir a arquitetura do modelo de pagamentos vigente, a qual se transformou num entrave à inovação, peça fundamental na construção de uma sociedade cada vez mais cashless, ou seja, em que os pagamentos em dinheiro sejam substituídos, definitivamente, por pagamentos digitais. Por outro, e que está, também no facto de a tecnologia Contacless não estar a ser adoptada em Portugal ao ritmo de outros países europeus, deve-se à falta de sensibilização de todos os agentes económicos para as vantagens desta tecnologia ao nível da simplicidade, da conveniência e da segurança. E basta olharmos para a nossa vizinha Espanha que, há 10 anos, estava bem atrás de nós na adoção de meios de pagamento e hoje está muito à nossa frente. A experiência com táxis é disso um exemplo, uma vez que, por razões de segurança, as autoridades espanholas obrigaram à adoção pelos taxistas de pagamentos digitais. Em Portugal, uma das poucas experiências que houve neste domínio foi feita em parceria entre a Mastercard, a ANTRAL e a MyPOS.”

Aliás, na Europa, é precisamente do sector dos transportes que vem a maior contribuição para o crescimento das transacções Contactless, demonstrando tratar-se da forma de pagamento mais segura e que mais facilita os utilizadores, mas também os prestadores dos serviços. O número de clientes em trânsito que estão a utilizar os pagamentos Contactless está a aumentar de forma significativa, à medida que a tecnologia vai assumindo um papel cada vez mais relevante no nosso dia-a-dia. A Mastercard confirma este movimento crescente e considera que a tecnologia Contactless será um standard na Europa, uma vez que até 2020 todos os terminais de pagamento instalados nos pontos de venda aceitarão pagamentos Contactless.

Uma pesquisa levada a cabo pela Mastercard sustenta este inegável crescimento em toda a Europa, revelando um aumento de 97% das transacções Contactless desde o início deste ano. Em mais de 15 países, incluindo Dinamarca, Croácia, Grécia, Hungria, Holanda, Polónia e Rússia, as transacções Contactless em loja já estão acima dos 50%. Os contínuos desenvolvimentos em toda a Europa ao nível dos pagamentos e do tratamento de dados está a permitir aos países implementarem melhoramentos constantes ao nível das suas infraestruturas tecnológicas. O resultado é que cada país está cada vez mais habilitado a operar de forma integrada e eficiente.

Dados recentes mostram também que os consumidores europeus estão a alterar de forma significativa o seu comportamento de consumo no que toca ao momento de pagar. Em países como a Polónia, por exemplo, as transacções Contactless são superiores a 80%. E há já um conjunto vasto de países europeus a abraçar o conceito de cashless economy (sociedade sem numerário) graças à rápida adopção da tecnologia Contactless.

Estes resultados são também uma evidência clara de como a Europa está a liderar a revolução Contactless, à medida que os consumidores olham para a rapidez, conveniência e confiança destes meios de pagamento. Além destas importantes características, os consumidores também procuram o benefício da segurança e da protecção da sua privacidade relativamente às tecnologias de pagamento. Com este registo no aumento da utilização da tecnologia Contactless, fica demonstrada a familiaridade e o reconhecimento pelos consumidores de que se trata, de facto, de uma forma de pagamento mais segurado que as tradicionais.

“A Europa está a liderar na adopção de pagamentos Contactless e com um crescimento consistente em todos os países, independentemente do ciclo económico em que se encontram, numa clara demonstração de que os consumidores estão a abraçar esta tecnologia. Vemos, inclusivamente, alguns países europeus a fazerem a mudança para o Contacless, à medida que os consumidores aumentam a sua confiança nesta tecnologia”, salienta Paulo Raposo.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 17 Janeiro 2019

IT INSIGHT Nº 17 Janeiro 2019

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.