Organizações estão a preparar-se para um uso mais ético e responsável da IA

De acordo com estudo do SAS, da Accenture Applied Intelligence, da Intel e da Forbes Insights, 92% dos líderes de IA estão a formar as suas equipas em ética e 74% avaliam, semanalmente, os resultados obtidos com a IA

Organizações estão a preparar-se para um uso mais ético e responsável da IA

As conclusões do estudo resultam da pesquisa global realizada entre 305 líderes empresariais, mais de metade deles CIOs, CTOs e CAOs (Chief Analytics Officers).

Os líderes de IA - organizações que classificam a sua implementação de IA como “bem-sucedida” ou “altamente bem-sucedida” - também assumem a liderança em esforços ​​de IA: quase todos (92%) formam as suas equipas em ética em comparação com 48% dos outros utilizadores de AI.

O estudo evidencia ainda o impacto da IA na vida das pessoas, salientando a importância de ter uma forte estrutura ética em torno do seu uso. Os líderes de IA também reconhecem a forte conexão entre a analítica e o sucesso da IA. Destes, 79% afirmam que a analítica desempenha um papel importante ou central nos esforços de IA da organização, em comparação com apenas 14% daqueles que ainda não beneficiaram com o uso da IA.

"Aqueles que implementaram a IA reconhecem que o seu sucesso se traduz no sucesso da analítica", diz Oliver Schabenberger, COO e CTO do SAS. “Para eles, a analítica alcançou um papel central na IA”.

Apesar de se sugerir que a IA opera independentemente da intervenção humana, o presente estudo mostra que os líderes da IA ​​reconhecem que a supervisão não é opcional. Quase três quartos (74%) dos líderes de IA relataram uma supervisão cuidadosa com pelo menos uma revisão semanal ou avaliação dos resultados. Ainda assim, o estudo demonstra que os processos de supervisão têm um longo caminho a percorrer antes de alcançar os avanços da tecnologia de IA.

Das organizações que já implementaram a IA ou planeiam implementar, 60% afirma estar preocupada com o impacto das decisões orientadas pela IA no relacionamento com os clientes.

No geral, 72% das organizações no mundo inteiro utilizam a IA numa ou em mais áreas de negócio. Quase metade (44%) dos utilizadores de IA indicou que esta implementação ​tem sido um verdadeiro sucesso - referindo como principais benefícios a previsão e tomada de decisões mais precisas, maior sucesso na angariação de clientes e maior produtividade organizacional.

Muitas organizações veem a IA como uma vantagem para a sua força de trabalho. 62% concordam que já está a ver os efeitos, já que os colaboradores se concentram em tarefas mais estratégicas do que operacionais, graças à IA.  

No entanto, quase 20% identificam a “resistência por parte dos colaboradores devido a preocupações com a segurança no emprego” como um desafio aos seus esforços de IA. Além disso, 57% concordam ou concorda fortemente com a afirmação: "Estamos preocupados com o impacto da IA ​​na relação com os colaboradores (nomeadamente pelo facto de se sentirem ameaçados ou sobrecarregados)".

 

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 16 Novembro 2018

IT INSIGHT Nº 16 Novembro 2018

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.