Investimento em IA e cloud pode aumentar rentabilidade das empresas

A adoção de tecnologias emergentes, como IA, data and analytics e o XaaS, pela parte dos CIO mais do que triplicou no último ano

Investimento em IA e cloud pode aumentar rentabilidade das empresas

O “Global Tech Report 2023”, realizado pela KPMG, revela que a maioria dos inquiridos – que totalizou mais de 2100 CIO – considera que o investimento tecnológico resulta no aumento dos lucros e do desempenho, sendo que a adoção de ferramentas e tecnologias emergentes pela parte destes profissionais mais do que triplicou de 10% para 38% no último ano. As três principais áreas de investimento são a Inteligência Artificial (IA), o data and analytics e o XaaS, diz o estudo.

O recente estudo da KPMG centra-se nas estratégias tecnológicas adotadas pelas organizações nas suas jornadas de transformação digital, assim como o potencial valor acrescentado que estas tecnologias poderão trazer em períodos de elevada volatilidade no mercado, como aquele que se tem vivido nos últimos anos. Os responsáveis pelos processos de transformação estão empenhados na inovação, obtendo cada vez mais valor a um ritmo acelerado, segundo a KPMG.

“O relatório revela que o ESG, a cibersegurança e a experiência para o cliente enquanto utilizador são os principais impulsionadores da inovação e da transformação tecnológica. O foco crescente na IA é a força motriz responsável pelas ambições em transformação digital para os próximos anos”, afirma João Sousa Leal, Head of Advisory da KPMG Portugal. “Com uma profunda disrupção em tecnologias emergentes a desenrolar-se diante de todos, as organizações devem garantir que os seus planos de transformação digital estão intimamente ligados aos seus objetivos comerciais”.

Para 48% dos CIO, o principal objetivo de inovação tecnológica é o desenvolvimento das suas prioridades relativamente ao ESG nos próximos dois anos. Mais de metade dos inquiridos (57%) consideram igualmente prioritárias a IA e o machine learning, caracterizando-as como essenciais para o alcance dos seus objetivos a curto prazo.

Assegurar uma estratégia de cibersegurança desde o início está a tornar-se indispensável na implementação da tecnologia, sendo que 62% das empresas acreditam que a gestão do risco nas fases iniciais dos projetos aumenta as taxas de sucesso dos processos de transformação digital. Esta percentagem é mais elevada em países como o Brasil (74%), a China (83%) e a Índia (88%).

A insuficiente colaboração entre equipas é indicada como a maior ameaça aos processos de transformação digital, muito devido a uma cultura de trabalho menos positiva e a uma fraca comunicação. De acordo com o estudo, nove em cada 10 CIO inquiridos defendem que uma função tecnológica mais diversificada tornaria esta colaboração mais eficiente.

Para além disto, 96% dos inquiridos consideram que a função tecnológica da sua organização poderá contribuir para a exploração com confiança do potencial das tecnologias emergentes. Dois terços destes líderes atingiram pelo menos a fase de implementação em projetos relacionados com tecnologias como XaaS, data and analytics, IA e automação. 

Ainda mais, 72% dos líderes digitais verificaram uma melhor produtividade dos seus colaboradores da área da transformação digital, comparativamente a 48% de outras empresas. Já cerca de 70% afirmam haver uma melhoria do envolvimento por parte dos clientes.

Tags

NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 50 Julho 2024

IT INSIGHT Nº 50 Julho 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.