Branded Content

Como vai ser o futuro do trabalho e quais as principais tendências

O teletrabalho é um modelo que tem vindo a ser reforçado com o início da pandemia e continua a ser uma aposta até hoje.

Como vai ser o futuro do trabalho e quais as principais tendências

As soluções de teletrabalho ou híbridas são colocadas em prática nos diferentes modelos de negócio e há tendências que vieram para ficar e definirão o mercado de trabalho nos próximos anos; a Lenovo detetou as principais tendências do futuro do mundo profissional.

A importância de uma força de trabalho flexível 

Além da colaboração remota ser uma realidade que tão cedo não vai mudar, uma equipa e ambiente de trabalho híbridos dependem de opções tecnológicas que ajudem a rentabilizar o trabalho. Grande parte dos colaboradores que trabalham segundo um modelo híbrido referem que são mais produtivos, mas que cada vez mais se sentem impelidos a resolver os seus próprios problemas técnicos, por exemplo. Os desafios do teletrabalho incluem a falta de contacto humano e pessoal, essencial para seres sociais como os humanos, a facilidade em convergir a vida pessoal com a profissional, além de existirem mais videoconferências do que anteriormente. É por isso necessário que os equipamentos e software tecnológicos que permitem o teletrabalho sejam mais eficazes do que nunca. 

A acelaração da modernização do local de trabalho

A transformação digital a que se assistia antes da pandemia passou a aceleração digital. Foi necessária uma enorme e rápida cooperação entre equipas, que depende de muitas ferramentas de colaboração. O sucesso do negócio depende do trabalho de equipa rentável e ultra responsivo, fator onde a tecnologia ideal também pesa, daí a necessidade de equipamentos e softwares cada vez mais inteligentes e com melhorias na experiência do utilizador.

Optar por soluções ligadas ao futuro para garantir a continuidade do negócio 

A digitalização aumenta os riscos da segurança, daí ser necessário optar pelas melhores soluções e ferramentas, evitando riscos de quebra de privacidade, perda de dados, phishing, entre outros. É então necessário reavaliar o negócio para que se ajuste ao “novo normal” e as soluções devem garantir um acesso seguro, de gestão de comportamentos de risco e de resposta a incidentes sempre que aconteçam.

A Lenovo está empenhada em incorporar inteligência no seu portfólio de produtos para trazer mais conectividade para a todos – mais acesso à informação, comunicação e colaboração global, além de estar ciente do crescimento de riscos de cibersegurança.

O primeiro ThinkPad Alimentado por Snapdragon é ideal para quem trabalha remotamente e em mobilidade, com vida útil de bateria de vários dias, experiências aceleradas de IA e conectividade 5G. O mais recente ThinkPad X13s, desenvolvido em colaboração com a Qualcomm Technologies, Inc., e a Microsoft, tem um design ultra-fino e leve sem ventoinhas oferece experiências de PC de outro nível, silenciosas, sempre conectadas, além de uma incrível autonomia de bateria de vários dias avaliada até 28 horas, experiências aceleradas com IA, opções de conectividade 5G melhoradas, entre outras. A Lenovo introduziu também os ThinkPad T16, ThinkPad T14s Gen 3 e T14 Gen 3, para um cenário de trabalho híbrido em constante conexão e dinamismo.

Mas a marca também reconhece a importância dos gestores e responsáveis em empresas poderem contar com soluções de ponta a ponta abrangentes de segurança. A segurança é uma parte fundamental do negócio da Lenovo, em qualquer etapa. A ThinkShield, por exemplo, é uma plataforma de segurança cibernética personalizável que fornece confiança completa de sistemas, incluindo dispositivo, identidade, online e dados, além de cobrir áreas essenciais de forma a evitar quebras de privacidade e ataques.

 

Conteúdo co-produzido pela MediaNext e pela Lenovo

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 37 maio 2022

IT INSIGHT Nº 37 maio 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.