Cisco e Governo português assinam acordo para acelerar digitalização do País

O governo português e a Cisco assinaram um memorando de entendimento (MdE) para acelerar a digitalização do País. A assinatura deste acordo foi realizada esta quinta-feira após uma reunião entre o primeiro-ministro, António Costa, o Chairman e CEO da Cisco, Chuck Robbins, e a diretora-geral da Cisco Portugal, Sofia Tenreiro

Cisco e Governo português assinam acordo para acelerar digitalização do País

Durante os próximos dois anos, o governo português e a Cisco vão cooperar com intuito de usufruir das oportunidades apresentadas por uma economia digital, impactando positivamente o crescimento do PIB, a educação, a inovação e a competitividade, assim como a inclusão social e a qualidade de vida.

Este MdE irá incidir nos aspetos centrais do Programa Nacional de Reforma. Isto traduz-se num maior apoio ao empreendedorismo e inovação nos negócios, com um foco especial em startups; em expandir e melhorar as competências digitais; na aplicação de tecnologias digitais inovadoras nos vários setores de serviço público, educação, na Indústria 4.0; na mobilidade; e na cibersegurança.

“Ao acelerar a agenda da digitização nacional, Portugal pode aumentar o seu PIB, criar mais empregos e melhorar a inclusão digital da nossa população e dos nossos negócios. Recebemos com muito agrado a contribuição da Cisco na criação de um ecossistema inovador sustentável que permitirá ao nosso país melhor competir nesta economia digital global”, referiu, a propósito, António Costa, Primeiro Ministro de Portugal.

Empreendedorismo e inovação digital

Apoiar startups tecnológicas é um dos principais pilares da estratégia digital do governo. A Cisco continuará a colaboração com a Startup Portugal em áreas prioritárias como segurança, mobilidade e IoT. A Cisco também tenciona avaliar o apoio a outros programas de startups e garantir a startups locais o acesso à sua iniciativa European Venture Capital e ao seu programa de incubação, ajudando-as a acelerar o seu negócio e a expandirem-se internacionalmente.

Competências digitais e educação inteligente

A Cisco pretende utilizar o seu programa Cisco Networking Academy (NetAcad) para oferecer formação em competências digitais, com cursos especializados de redes e cibersegurança de próxima geração. A Cisco e o Ministério da Educação vão avaliar a utilização do conteúdo do NetAcad em escolas secundárias, havendo ainda o objetivo de atingir outras organizações e população com idade superior a 45 anos. O objetivo é aumentar o número anual de estudantes dos cerca de 3.000 atuais para 7.000 em 2020. Além disso, a Cisco tenciona apoiar o Ministério no desenvolvimento de campus inteligentes e da escola inteligente do futuro, de modo a otimizar os ambientes de estudo.

Governo conectado e serviços públicos

A transformação digital do setor Público é uma prioridade para o Governo de Portugal. Por isso, esta parceria inclui a colaboração com diferentes ministérios, com especial atenção na modernização da administração pública, saúde, justiça e defesa. O propósito é a criação de plataformas seguras que vão potenciar a colaboração do Governo e os serviços digitais, melhorando a eficiência e a flexibilidade, e reduzindo custos.

Indústria 4.0 e mobilidade

O Governo Português lançou um plano de quatro anos no âmbito da Indústria 4.0, para atrair os benefícios da digitalização em setores estratégicos. A Cisco vai focar este plano em áreas chave como o turismo, os transportes, as cidades e as regiões. O objetivo deste pilar é a melhoria dos serviços para cidadãos, visitantes e para os negócios, assim como alavancar a competitividade operacional e eficiência. A Cisco pretende, também, trabalhar com o Turismo de Portugal para tirar partido do Wi-Fi e, através da análise destes dados, melhorar a experiência e serviços atraindo mais visitantes aos centros históricos de Portugal. Está também planeado, a cooperação em programas específicos da UE, tais como o WiFi4EU, para melhorar o acesso público a serviços wireless.

Cibersegurança e infraestruturas digitais

Proteger infraestruturas vitais, sistemas de informação e serviços online contra ciberameaças é uma prioridade do Governo. A Cisco tenciona colaborar com os ministérios e outras entidades, como o Gabinete Nacional de Segurança, para assegurar a privacidade e a segurança em infraestruturas nacionais importantes. A Cisco vai ajudar a desenhar e consolidar infraestruturas digitais nacionais como plataformas que potenciam inovação, automação e segurança, em todos os ministérios.

“A Cisco Portugal valoriza a oportunidade que este acordo representa e está completamente empenhada em colaborar com o ecossistema de inovação, incluindo organizações públicas e privadas, escolas e universidades, para acelerar os esforços de digitização nacional. Os nossos objetivos são a longo prazo e queremos assumir um papel relevante no crescimento e competitividade do país”, comenta Sofia Tenreiro, diretora-geral da Cisco Portugal.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 13 Maio 2018

IT INSIGHT Nº 13 Maio 2018

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.