Apoio ao cliente: um quarto das operações vão recorrer a Assistentes Virtuais em 2020

Segundo a Gartner, em 2020 um quarto dos serviços de apoio ao cliente e das operações de suporte irão recorrer a assistentes virtuais (Virtual Customer Assistant – VCA) ou tecnologias de chatbot nos seus canais de suporte

Apoio ao cliente: um quarto das operações vão recorrer a Assistentes Virtuais em 2020

Está a tornar-se imperativo para as empresas criar formas de responder com maior rapidez às exigências dos clientes. A Gartner diz que o recurso Virtual Customer Assistants (VCA) está a afirmar-se.

“À medida que mais clientes entram nos canais digitais, os VCA estão a ser implementados como forma de lidar com os seus problemas em websites, aplicações móveis, aplicações de mensagens e redes sociais”, explica Gene Alvarez, managing vice president, Gartner. “Isto é sustentado por melhorias no processamento de linguagem natural, machine learning e capacidades de correspondência de intenções".

Efetivamente, de acordo com os dados recolhidos pela Gartner, as organizações estão a verificar um decréscimo superior a 70% no número de chamadas telefónicas, e contactos via chat ou e-mail após a implementação de um VCA.

"Uma bom VCA oferece mais do que apenas informações", afirma Gene Alvarez. “Deve sim enriquecer a experiência do cliente, ajudá-lo em toda a interação, bem como processar transações em nome do cliente".

Em 2017 a Gartner antecipava que 84% das organizações esperavam aumentar os investimentos em tecnologia de experiência do cliente (CX) este ano. A este respeito, a Gartner prevê que, em 2020, 30% de todas as empresas de B2B implementem Inteligência Artificial (IA) para aumentar pelo menos um dos seus processos primários de venda. A IA permitirá uma maior eficiência nas vendas, bem como uma maior eficácia dos processos de negócio, habitualmente com uma taxa de conversão 30% mais elevada. A Gartner diz que está a tornar-se uma alternativa atraente para as empresas.

A consultora prevê ainda que em 2020 mais de 40% de todos os projetos de data analytics estejam relacionadas com a experiência do cliente. Além disso, estima que em 2020 as soluções de realidade aumentada, virtual e mista sejam avaliadas e adotadas em 20% das grandes empresas mundiais, como parte da sua estratégia de transformação digital.

 

A Gartner prevê ainda que no próximo ano 20% das marcas abandonem as aplicações móveis, por estas não registarem os níveis de adoção e de engagement esperado, com os retornos sobre investimento a ficarem aquém do esperado, devido aos custos associados. Ao invés, as marcas deverão investir em construir uma presença em aplicações de mensagens instantâneas, como o Facebook Messenger.

A Gartner prevê ainda que dois terços de todos os projetos de CX das organização irão recorrer ao IT, mais 50% do que em 2017. À medida que o número de canais digitais aumenta, as interações self-service ou por comércio digital estão a aumentar, passando do contacto humano, face a face, para o das interações por voz.


 

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 13 Maio 2018

IT INSIGHT Nº 13 Maio 2018

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.