Empresa portuguesa desenvolve dispositivo para prevenção do sono e fadiga de motoristas

A portuguesa Optimizer foi a responsável pelo projeto “Round Trip Without sleep”, desenvolvido em parceria com o IPCA– Instituto Politécnico de Cávado e do Ave

Empresa portuguesa desenvolve dispositivo para prevenção do sono e fadiga de motoristas

Os motoristas da AveiroBus, rede de transportes operada pela Transdev Portugal, são os primeiros profissionais a testar este novo sistema de prevenção de acidentes. O projeto da Optimizer carateriza-se pela capacidade de detectar precocemente sinais de sono e fadiga, alertando os condutores para a necessidade de parar e descansar.

"Pela primeira vez a nível mundial será aplicada ao setor dos transportes uma solução tecnológica capaz de identificar o sono e a fadiga precocemente, ou seja, 5 a 10 minutos antes de a pessoa apresentar manifestações fisiológicas daqueles sintomas, o que constitui um avanço extremamente importante em matéria de segurança rodoviária", refere Jorge Machado, gestor de qualidade, ambiente e segurança da Transdev.

A deteção da fadiga é realizada através de uma pulseira, que mede e monitoriza em tempo real e de forma contínua a temperatura corporal, o espaçamento dos batimentos cardíacos e a humidade da pele do condutor, identificando alterações nos padrões de vigília e emite um aviso.

Jorge Machado reforça que "o sono e a fadiga dos condutores têm como consequências fisiológicas o deficit de atenção, reações mais lentas e uma menor capacidade de decidir corretamente. Se pensarmos que, a uma velocidade de 120 Km/h, um micro sono de apenas 3 segundos implica percorrer uma distância de 100 metros, a possibilidade de prever a aparição destes sintomas pode revelar-se fundamental para evitar acidentes". Para o responsável, a adoção deste sistema garante, não só, “uma maior segurança rodoviária, como permite ainda melhorar o planeamento das viagens dos motoristas e diminuir custos”.Nos próximos dias, além dos motoristas da rede AveiroBus, vamos também contar com a aplicação do mesmo sistema em alguns serviços em linhas de longo curso a nível nacional”, revelou.

Nos planos de curto prazo da Transdev está também a realização de um estudo aprofundado, em conjunto com a Optimizer e o IPCA, com vista a analisar padrões de sono, fadiga e stress, a partir dos quais se poderão retirar conclusões de grande utilidade para a transportadora rodoviária de passageiros, como, por exemplo, identificar quais as linhas e horários que mais stressam ou cansam os condutores, o que ajudará a implementar e otimizar soluções com vista a contornar aqueles fatores.

De referir ainda que, de acordo com dados do Observatório da Prevenção Rodoviária, a fadiga dos condutores está na origem de cerca de 20% dos acidentes em Portugal. Já a Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens (APCAP) reporta que, em 2015, a sonolência foi a causa de 7% dos acidentes registados nas autoestradas portuguesas.

Tags

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 11 Dezembro 2017

IT INSIGHT Nº 11 Dezembro 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!