SAS Global Forum: a acessibilidade da analítica

É preciso ser Data Scientist para tirar partido do potencial dos dados? A SAS demonstrou o contrário: a analítica pode estar ao alcance de todos os profissionais.

SAS Global Forum: a acessibilidade da analítica

"Data knows no boundaries". Foi este o tema da 11ª edição do SAS Global Forum, realizado de 2 a 5 de abril em Orlando, Florida, e assume aqui um duplo sentido—realidade e necessidade. Os dados não têm de facto limites. Em volume, complexidade, e especialmente potencial. A nossa capacidade de os processar, no entanto, é limitada. Afinal, se não fosse, não se teriam reunido em Orlando mais de 5 mil participantes de diversas áreas e backgrounds para assistir a esta mesma conferência.

Num mundo movido a dados, não se pode esperar que apenas uma minoria tenha a capacidade de tirar partido dos mesmos, ou que uma organização tenha de recorrer a pessoas altamente especializadas para desempenhar funções cada vez mais rotineiras. Nas palavras de Oliver Schabenberger, vice-presidente e CTO da SAS: “Dados sem analítica são potencial ainda não concretizado. Queremos que a analítica seja acessível a todos independentemente do seu nível de qualificações.”

Foi com este intuito que a SAS partilhou as seguintes soluções:

 

  • SAS Viya: Plataforma aberta, escalável e cloud-ready de machine learning para todos os níveis de expertise analítica. Reconhecendo que os usuários têm diferentes experiências e skill sets na área da analítica, os produtos SAS Viya são concebidos para atender às suas necessidades e gerar resultados. Através de APIs e suporte de múltiplas linguagens de programação, o SAS Viya expande as capacidades da empresa com geração de relatórios e exploração interativa, estatística, data mining, machine learning, análise de dados in-stream, previsão, otimização e econometria.

 

  • SAS Results: Solução de results-as-a-service com base na cloud, oferece poder analítico acessível aliado à expertise da SAS, oferecendo respostas e recomendações com base numa estreita colaboração com os clientes, de forma a garantir que estes obtenham as respostas de que precisam—os clientes fornecem os dados e a SAS fornece as respostas. E algumas organizações têm já verificado ROIs tão altos como 600 por cento ao usar a SAS Results. Os clientes podem recorrer à SAS Results uma única vez ou quantas vezes forem necessárias. 

 

  • Plataforma de Análise IoT Edge-to-Enterprise Cisco SAS: Esta é a primeira plataforma edge-to-enterprise para analítica de IoT da indústria com suporte num Cisco Validated Design. Flexível e escalável, a plataforma ajuda as empresas a aplicar analítica em várias camadas da rede com base nos seus requisitos de volume, velocidade e latência. O projeto não só reduz barreiras e riscos como também permite que as organizações se foquem em obter resultados significativos, em vez de gastar tempo e recursos a construir uma plataforma de IoT nativa.

 

Este esforço para eliminar barreiras estendeu-se também à acessibilidade no seu sentido mais lato, como se verificou na apresentação do sistema SAS Graphics Accelerator, que oferece formas alternativas de visualização de dados, como descrições verbais e sonificação interativa—permitindo a utilizadores com deficiências visuais interagir com os dados a um nível que até agora não lhes era possível.

Foram disponibilizadas diversas palestras, entrevistas e painéis no site do evento.

O SAS Global Forum 2018 terá lugar em Denver, Colorado, de 8 a 11 de Abril de 2017.

Tags
Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT INSIGHT Nº 6 Março 2017

IT INSIGHT Nº 6 Março 2017

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!